Lusiadas.pt > Notícias > Hospital de Cascais mantém Portugal na vanguarda da tecnologia europeia

25 Março 2022

Hospital de Cascais mantém Portugal na vanguarda da tecnologia europeia

O Hospital de Cascais é uma das sete unidades hospitalares mais tecnológicas da Europa. Este estatuto acaba de ser revalidado com a atribuição do grau máximo de maturidade tecnológica, certificado pela Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS).

Gerido em regime de parceria público-privada pela Lusíadas Saúde, o Hospital de Cascais tornou-se, em 2017, na única unidade hospitalar em Portugal a obter a certificação de nível 7, graças à criação e implementação contínuas de processos tecnológicos que têm impacto na segurança do doente e na melhoria dos cuidados de saúde prestados.

Com a renovação deste selo, o Hospital de Cascais volta a posicionar Portugal na vanguarda tecnológica, a par com uma restrita elite de apenas sete unidades europeias – Reino Unido (4) e Holanda (2).

“A nossa prioridade é, desde o primeiro dia, prestar um serviço de excelência aos utentes das comunidades que servimos e sabemos que, para atingir esse objetivo com distinção, é preciso estar também na vanguarda da inovação e da tecnologia. O investimento em tecnologia traduz-se em enormes ganhos para a prática clínica, com impacto significativo nos processos que envolvem a segurança e a qualidade. Estamos a contribuir para valorizar e elevar os padrões da saúde em Portugal e para a divulgação do sistema nacional de saúde além-fronteiras”, salienta José Bento e Silva, presidente do conselho de administração do Hospital de Cascais.

“Esta revalidação é o reflexo de todo o trabalho desenvolvido pelas equipas do Hospital de Cascais. É um orgulho enorme poder colocar Portugal numa lista reduzida de unidades hospitalares que são reconhecidas por esta instituição de referência mundial. Este feito resulta de um trabalho de continuidade, que nos permitiu atingir, em 2017, o nível máximo desta certificação e que nos permite agora, em 2022, continuar lado a lado com as melhores instituições do mundo que conseguiram utilizar, com sucesso, a tecnologia em prol do doente”, conclui José Bento e Silva.

A avaliação da Healthcare Information and Management Systems Society tem como base o nível de maturidade digital das unidades hospitalares e envolve peritos internacionais para comprovar a relação entre a utilização da tecnologia e a segurança e prestação de cuidados de saúde.