-->

​​​​​​​​​Ao longo dos quatro dias de evento, o Hospital do Rock conta com a colaboração de cerca de 50 profissionais de saúde distribuídos por todo o recinto e pelas duas infraestruturas de assistência fixas. Para além de equipamentos de reanimação, de imagiologia e de monitorização o Serviço Médico do Rock in Rio é auxiliado por veículos para extração e transporte de vítimas.

"O Rock in Rio confiou-nos novamente a excelência e qualidade dos cuidados de saúde do maior evento de música e entretenimento e esta é a segunda vez que conseguimos reunir, no mesmo espaço, uma equipa tão transversal ao grupo, com colaboradores de todas as nossas unidades, de Norte a Sul do país, prontos a mostrar o que de melhor sabemos fazer, que é cuidar de quem precisa", refere José Carlos Magalhães, CEO do grupo Lusíadas Saúde.

O dispositivo médico da Lusíadas Saúde vai ter um Centro Médico, constituído por gabinete e sala de observação, sala de reanimação e uma área dedicada à imagiologia. No recinto, há também um Posto Médico, que permite prestar assistência a situações clínicas menos complexas, e quatro ambulâncias. Distribuídas pelo recinto estão também equipas de suporte básico e avançado de vida que são chamadas a intervir de acordo com a gravidade da ocorrência.

José Carlos Magalhães acrescenta ainda que "é muito gratificante observar, mais uma vez, a capacidade de mobilização e entrosamento dos colaboradores em torno de um objetivo comum. Num evento desta dimensão, como é o Rock in Rio, demonstramos ter uma equipa coesa, que transporta com orgulho a marca Lusíadas e defende a reputação dos nossos cuidados de saúde em qualquer lugar, até no maior evento de música do país".