Hospital Lusíadas Lisboa
21 770 40 40 Contacto Geral

Centro Especializado em Cirurgia Endócrina

A criação do Centro Especializado em Cirurgia Endócrina

A Cirurgia Endócrina dedica-se ao diagnóstico e tratamento de patologia benigna e maligna de glândulas endócrinas: tiroide, paratiroide, suprarrenal e sistema neuroendócrino do aparelho digestivo (gastro-entero-pancreáticas), cujo tratamento seja cirúrgico.

Destas, as patologias da tiroide são as mais conhecidas e as mais frequentes - a doença nodular, benigna ou maligna com ou sem disfunção.  A dedicação e experiência profissional são decisivas na melhor atitude em cada caso, sobretudo nas doenças malignas. 

Já as particularidades das doenças da paratiroide (cuja patologia mais habitual é o hiperparatiroidismo), da suprarrenal e, mais ainda, dos tumores neuroendócrinos, que são menos frequentes e até raros, requerem uma especialização profunda e detalhada.

A Cirurgia Endócrina destaca-se por duas razões fundamentais: o empenho multidisciplinar e multiprofissional, basilar nesta valência cirúrgica e a exigência de cirurgiões especialistas e experientes.

Nesta área, nem sempre se trata apenas um órgão, mas sim um sistema, tendo em conta a influência das hormonas na funcionalidade global do organismo. A compreensão destes mecanismos e do seu equilíbrio obriga a que a Endocrinologia e a Cirurgia Endócrina (e também a Anestesia) andem de braço dado, pois no processo que vai desde o desafio diagnóstico até à decisão do melhor tratamento, estas disciplinas complementam-se na perfeição. Mas estas especialidades nada fazem se não estiverem alinhadas com profissionais experientes da Imagiologia, da Anatomia Patológica, da Medicina Nuclear e da Otorrinolaringologia .

A realidade é que nem sempre a decisão terapêutica é a cirurgia. E esta decisão é tomada em equipa, depois de ponderados os vários fatores e o risco/benefício de todas as alternativas terapêuticas possíveis para cada caso particular. Outras especialidades também envolvidas são, no caso específico de tumores neuroendócrinos, a Gastroenterologia e a Oncologia Médica.

É fundamental uma relação estreita e dinâmica entre os vários profissionais de saúde envolvidos. Este Centro conta com uma equipa multidisciplinar motivada, dedicada e, sobretudo, centrada no doente, o que potencia em muito o profissionalismo.


Os nossos serviços

O Hospital Lusíadas Lisboa tem um Centro Especializado em Cirurgia Endócrina orientado para dar uma resposta personalizada e atualizada a pessoas com doença endócrina cujo tratamento possa vir a ser cirúrgico.

A decisão terapêutica é tomada em equipa, depois de ponderados os vários fatores e o risco/benefício das alternativas terapêuticas possíveis.

Quanto às opções terapêuticas, o Centro segue as técnicas cirúrgicas atuais selecionando e executando técnicas menos invasivas, seguras e eficientes para cada caso.

Nos últimos anos, desenvolveram-se técnicas percutâneas minimamente invasivas, ecoguiadas, para tratamento dos nódulos da tiroide, como a injeção percutânea de álcool (IPA) e a ablação com LASER (ligth amplification by stimulated emisson of radiation).

A IPA é bem tolerada, permite o tratamento eficaz de determinadas lesões da tiroide com poucos efeitos secundários e já está disponível no nosso Centro.

A ablação percutânea ecoguiada com LASER (APL) é um procedimento inovador, que utiliza a luz laser para a destruição irreversível de um nódulo “in situ” com bons resultados estéticos e sem alteração do funcionamento da tiroide, evitando a cirurgia.


 

Patologias cirúrgicas do foro endócrino

O Centro Especializado em Cirurgia Endócrina está organizado em dois grupos multidisciplinares:

 

Equipa | Patologias da Tiroide e Paratiroide

Este grupo conta com especialistas de Endocrinologia, Imagiologia, Anatomia Patológica, Medicina Nuclear, Otorrinolaringologia e Cirurgia Geral e Endócrina, com experiência nesta área clínica. Reúne regularmente para discussão de casos clínicos.

Neste grupo são discutidos os casos com patologia da tiróide, como nódulo da tiroide, bócio multinodular, disfunção tiroideia e tumores malignos. São também avaliados casos com patologia da paratiroide, sendo o mais habitual casos esporádicos de hiperparatiroidismo primário, ou associados a síndromes genéticos.

As discussões visam encontrar a melhor estratégia terapêutica ou diagnóstica para cada indivíduo, seguindo protocolos de atuação estruturados e atualizados de acordo com os guidelines internacionais.

           

Equipa | Patologia Suprarrenal e Tumores Neuroendócrinos

Este grupo conta com o expertise de médicos das várias especialidades que se dedicaram nos últimos anos a estes raros tumores.

À semelhança do grupo de tiroide e paratiróide, este grupo conta com especialistas de Endocrinologia, Imagiologia, Anatomia Patológica, Medicina Nuclear, e Cirurgia Geral e Endócrina, além das disciplinas de Oncologia Médica e a Gastroenterologia, fundamentais na abordagem multidisciplinar dos tumores neuroendócrinos. Estes tumores são raros e muito heterogéneos, com origem em diferentes locais anatómicos do organismo,  representando entidades  que diferem no seu comportamento biológico e apresentação clínica. A sua abordagem diagnóstica e terapêutica, bem como o prognóstico depende da localização do tumor primário e das suas características próprias. Novas terapêuticas emergem continuamente sendo esta uma áerea da medicina em rápida e constante atualização. É imprescindível a sua abordagem multidisciplinar com elementos das várias especialidades envolvidas, com interesse, experiência e profundo conhecimento científico do tema.

Os casos de patologia da suprarenal apresentam-se por vezes com alterações hormonais desafiantes que necessitam um controlo pré, intra e pós-operatório rigoroso, que envolvem um trabalho conjunto e consistente entre a anestesia, o cirurgião e o endocrinologista.

É o objetivo deste Centro Cirúrgico Especializado oferecer um atendimento diferenciado, com estrutura multidisciplinar, capaz de dar resposta individualizada, atualizada, rigorosa e atempada a todos os doentes com patologia endócrina que a ele recorram.