Radioncologia

Especialidade médica que se dedica ao tratamento das doenças oncológicas, utilizando como terapêutica as radiações ionizantes.

 

A Radioterapia é um tratamento usado há mais de 100 anos mas com grandes avanços tecnológicos e radiobiológicos, personalizado, seguro e de alta precisão. A maioria dos doentes oncológicos fará radioterapia em alguma fase do seu tratamento.

​É um dos três pilares do tratamento oncológico - os outros são a cirurgia e a quimioterapia - podendo ser utilizado a título curativo apenas ou em combinação com as outras terapêuticas, ou a título paliativo, melhorando vários sintomas.

A Unidade de Radioncologia da Clínica de Stº António é constituída por equipas altamente especializadas e experientes, incluindo Médicos Radioncologistas, Físicos especialistas em Física Médica e Técnicos de Radioterapia.

Dra. Maria Emília Pereira, Coordenadora da Unidade de Radioncologia da Clínica de Stº António

Dra. Maria Emília Pereira

Coordenadora da Unidade de Radioncologia

Principais áreas de interesse:

​Senologogia, Urologia, Ginecologia, Sarcomas, Digestivo

Ver Mais

Radioterapia é um dos três pilares do tratamento oncológico, juntamente com a Cirurgia e a Oncologia Médica

Cerca de dois terços dos doentes oncológicos fazem Radioterapia em alguma fase da sua doença. É um tratamento seguro, que pode ser feito como terapêutica única ou em conjugação com Cirurgia, Quimioterapia, Hormonoterapia ou Terapêuticas Imunológicas.

A Clisa está equipada com um acelerador linear com uma gama diferenciada de energias de fotões e eletrões, com colimadores multilâminas, cunhas dinâmicas e um avançado sistema integrado de imagem para uma maior precisão e controlo dos tratamentos. O planeamento dos tratamentos é personalizado e feito por Tomografia Axial Computorizada (TAC), com eventual fusão de imagens com Ressonância Magnética ou Tomografia de Emissão de Positrões (PET).​​

A Unidade de Radioncologia pode tratar a patologia maligna com várias localizações como: mama, colo uterino, endométrio, próstata, bexiga, testículo, reto, canal anal, estômago, esófago, pâncreas, laringe, cavidade oral, hipofaringe, nasofaringe, pulmão, gliomas, linfomas e sarcomas. Também algumas patologias benignas podem ser tratadas, como angiomas, queloides, malformações arteriovenosas, tendinites e sinovites, entre outras.​

Consulte aqui a informação detalhada sobre os exames desta expecialidade.