Ortopedia e Traumatologia

Especialidade médica vocacionada para o diagnóstico e tratamento de problemas do aparelho locomotor e traumas do aparelho músculo-esquelético.

 

​A Unidade de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Lusíadas Lisboa é a mais antiga valência deste hospital. É constituída por uma equipa de profissionais competentes e com vasta experiência, que contam com todas as condições técnicas para uma prestação de serviços de nível internacional, incluindo toda a tecnologia mais recente.

Está organizada por setores de subespecialização e de elevada diferenciação nas diferentes áreas que a constituem: Coluna Vertebral, Ombro e Cotovelo, Punho e Mão, Anca, Joelho, Tornozelo e ​Pé, Ortopedia Infantil, Traumatologia Desportiva.

A Unidade de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Lusíadas Lisboa dispõe de um Bloco Operatório ao nível dos mais modernos do país e do mundo. Como complemento, conta com uma Unidade de Recobro e de Cuidados Intensivos de excelência, com assistência multidisciplinar especializada e permanente.

Todas estas condições, humanas, tecnológicas, físicas e organizacionais, permitem a esta Unidade estar na vanguarda da prestação de cuidados médicos e cirúrgicos aos doentes que a procuram e que constituem o seu objetivo assistencial e existencial.

Prof. Doutor João Gamelas, Coordenador da Unidade de Ortopedia e Traumatologia

Prof. Doutor  João Gamelas

Coordenador da Unidade de Ortopedia e Traumatologia

Principais áreas de interesse:

Joelho (patologia degenerativa, traumática e desportiva).

Ver Mais

Dr. António Sousa Sêco

Principais áreas de interesse:

Patologia da anca - artroscopia da anca; Tratamento de patologia da anca no adulto jovem; Artroplastia/revisão da artroplastia da anca.

Ver Mais

Dr. Augusto Marinheiro

Principais áreas de interesse:

Patologia do pé e patologia reumática.

Ver Mais

Dr. Bordalo Amado

Principais áreas de interesse:

Patologia da coluna vertebral, patologia da anca e artroscopia do joelho

Ver Mais

Dr. Estanqueiro Guarda

Principais áreas de interesse:

Patologia da coluna (infantil e adulto) e Ortopedia infantil (experiência em doenças neuromusculares).

Ver Mais

Dr. Estrela Martins

Principais áreas de interesse:

Coluna Vertebral (patologia degenerativa, traumática tumoral e deformidades).

Ver Mais

Dr. Fernando Cruz

Principais áreas de interesse:

Cirurgia da Mão, punho e cotovelo, Artroscopia (punho, mão, cotovelo), Traumatologia desportiva.

Ver Mais

Dra. Inês Pedro

Principais áreas de interesse:

Ombro, Medicina Desportiva.

Ver Mais

Dr. João Faria

Principais áreas de interesse:

Cirurgia do Joelho (cirurgia artroscópica; cirurgia de substituição articular); Traumatologia Desportiva.

Ver Mais

Dr. Jorge Manuel Nazaré Gomes

Principais áreas de interesse:

Cirurgia do ombro e cotovelo. 

Ver Mais

Dr. José Carlos Botelheiro

Principais áreas de interesse:

Cirurgia da mão. 

Ver Mais

Dr. José Reis

Principais áreas de interesse:

Ortopedia geral, Doenças dos pés, Ortopedia infantil (crianças e adolescentes).

Ver Mais

Dr. Luís Abreu

Principais áreas de interesse:

Cirurgias da anca e do pé.

Ver Mais

Dr. Luís Cardoso

Principais áreas de interesse:

Coluna Vertebral (patologia degenerativa, traumática e deformidades).

Ver Mais

Dr. Luís Frederico Braga

Principais áreas de interesse:

Patologia do pé; Cirurgia percutânea do pé; Traumatologia e Cirurgia artroscópica do tornozelo; Cirurgia artroplástica do membro inferior.

Ver Mais

Dr. Manuel Luís Alves

Principais áreas de interesse:

Traumatologia, cirurgia da espasticidade do membro inferior – sequelas de TCE e AVC, cirurgia de substituição articular da anca, joelho e ombro.

Ver Mais

Dr. Manuel Tavares de Matos

Principais áreas de interesse:

Coluna Vertebral, Traumatologia.

Ver Mais

Dr. Moraes Sarmento

Principais áreas de interesse:

Cirurgia do Joelho e Artroscopia.

Ver Mais

Dr. Nelson Carvalho

Principais áreas de interesse:

Deformidades da coluna (Escolioses, Cifoses); Patologia degenerativa cervical e lombar (Hérnias Discais, Canais Estreitos, Discartroses); Instabilidades (Fraturas, Espondilolisteses); Cirurgia minimamente invasiva; Cirurgia de revisão.

Ver Mais

Dr. Nuno Assunção Ribeiro

Principais áreas de interesse:

Joelho (patologia degenerativa, traumática e desportiva) e tratamento de lesões da cartilagem (joelho e tornozelo).

Ver Mais

Dr. Nuno Corte Real

Principais áreas de interesse:

Patologia do Pé e Tornozelo

Ver Mais

Dra. Patrícia Rodrigues

Principais áreas de interesse:

Ortopedia e Traumatologia Pediátrica, Patologia Desportiva em idade Pediátrica, Artroscopia Joelho e Tornozelo em idade Pediátrica, Tratamento de Deformidades Ósseas

Ver Mais

Dr. Pedro Beckert

Principais áreas de interesse:

Traumatologia. Cirurgia da Anca e Pé. Ortopedia Infantil.

Ver Mais

Dr. Pedro Pimentão

Principais áreas de interesse:

Cirurgia do ombro.

Ver Mais

Dra. Sílvia Silvério

Principais áreas de interesse:

Ortopedia e Traumatologia do Punho e Mão.

Ver Mais

As doenças da coluna são altamente perturbadoras da qualidade de vida e, em muitos casos, incapacitantes. São uma das causas de absentismo laboral, o que tem custos socioeconómicos elevados para o país.

As técnicas cirúrgicas da coluna têm conhecido um desenvolvimento ímpar nas duas últimas décadas, mercê de novos implantes, melhor controlo imagiológico intraoperatório e da monitorização neurológica.

Devido à complexidade destas novas técnicas, também alguns profissionais se subespecializaram nesta área, sendo os cirurgiões de coluna oriundos das especialidades de Ortopedia e de Neurocirurgia, trabalhando em conjunto nos casos de maior complexidade.

 

Principais Patologias

Degenerativa

As mais frequentes são as hérnias, os canais estreitos cervicais e lombares, as discartroses, as artroses facetárias e as espondilolisteses.

Traumática

As fraturas por acidente são o melhor exemplo desta patologia. Nos idosos podem ocorrer com pequenos esforços, por estarem relacionadas com a osteoporose.

Deformidades

As escolioses e as cifoses, nomeadamente da infância e da adolescência, constituem as principais deformidades com necessidade de tratamento, por vezes cirúrgico.

Tumores

A patologia tumoral da coluna vertebral é mais frequentemente metastática, ainda que possa ser primária, benigna ou maligna, principalmente em doentes jovens.

Centro Especializado em Coluna do Hospital Lusíadas Lisboa

O Centro Especializado na Patologia da Coluna, afeto à Unidade de Ortopedia e Traumatologia, foi criado com o objetivo de abordar esta problemática com critérios de excelência, integrando vários profissionais de saúde de diferentes e variadas áreas e especialidades.

Destacamos a área cirúrgica, onde congregamos especialistas de Ortopedia e Neurocirurgia.

 

Áreas de Intervenção

Degenerativa

As técnicas clássicas consistem na descompressão cirúrgica com ou sem instrumentação rígida ou dinâmica, por via aberta. Em casos selecionados podem ser realizadas técnicas "mini-open".

Traumática

O padrão de fratura determina o tipo de técnica cirúrgica por via anterior, posterior ou combinada. Em alguns tipos de fraturas menos complexas realizam-se técnicas minimamente invasivas com aplicação de instrumentação por via percutânea. As fraturas por osteoporose, cada vez mais frequentes numa população em que a esperança média de vida não para de aumentar, exige a realização de técnicas minimamente invasivas com aplicação de cimento biológico: a vertebroplastia e cifoplastia, que permitem a mobilização imediata, sem ortóteses e sem dor.

Deformidades

A cirurgia das escolioses e cifoses tem conhecido importantes desenvolvimentos técnicos nos últimos anos. A utilização da monitorização neurológica nestes doentes é uma constante.

Estes doentes, em grande medida adolescentes, ficam internados na Pediatria na companhia dos pais, com um tempo de internamento médio de 5-7 dias e de regresso às atividades escolares na 3ª semana, sem utilização de ortóteses.

No adulto, a correção das deformidades é também uma realidade e o Hospital Lusíadas Lisboa está preparado para a fazer, dependendo da flexibilidade do paciente.

Tumores

Trabalhando em cooperação com o Hospital de Dia, os nossos doentes com lesões secundárias ou primitivas da coluna são avaliados de forma multidisciplinar para desencadear a melhor estratégia de tratamento: cirurgia para estabilização ou remoção das lesões, com quimioterapia e/ou radioterapia coadjuvantes.​

​O joelho é a maior e mais complexa articulação da espécie humana. Tem vários tipos de movimento (flexão, extensão e rotações) e, localizando-se nos membros inferiores que suportam o peso, está submetido a grandes cargas que podem atingir picos de cerca de 10 vezes o nosso peso corporal, o que significa umas centenas de quilogramas.

Além disso, é uma articulação submetida a múltiplas e variadas solicitações, principalmente nos que praticam algumas modalidades desportivas com corrida, mudanças de direção e contacto físico.

Ainda que muitas das causas de gonalgia (dor no joelho) sejam benignas, provocando dores transitórias, algumas são graves e podem deixar sequelas, pelo que, em caso de dúvida e/ou de persistência da dor, é importante consultar um médico especialista em patologia do joelho.

 

Principais Patologias

Traumática

Podem ser muitas as causas traumáticas para a gonalgia, seja por episódios traumáticos simples (como contusões) ou mais complexos (como as entorses), em que podem ser afetadas diferentes estruturas que compõem a articulação, nomeadamente os meniscos, os ligamentos (colaterais, medial e lateral e cruzados, anterior e posterior) ou a cartilagem, de forma isolada ou associada. Podem ainda ocorrer fraturas, resultantes de traumatismos de maior intensidade.

Sobrecarga

Mas, para além destas lesões traumáticas, podem existir outras, resultantes de microtraumatismos de repetição e/ou de sobrecargas físicas sistemáticas. Dito de outro modo, existem lesões que resultam de impactos ou esforços repetidos ou mantidos, principalmente em indivíduos não habituados a esse tipo de exercícios, como corridas em maiores distâncias e em terrenos mais duros, modalidades desportivas com saltos e receções, ou hábitos posturais com flexões marcadas e prolongadas dos joelhos, como, por exemplo, longos períodos sentado sobre um pé ou com os joelhos em hiperflexão e os pés presos nas pernas da cadeira. Frequentemente, este tipo de atividades e posturas, prolongadas no tempo, são causa de dor no joelho porque levam ao desenvolvimento de tendinites que requerem, com frequência, fisioterapia para além do tratamento médico.

Outra causa de gonalgia, também relacionada com sobrecarga, pode acontecer durante a infância e a pré-adolescência, numa altura em que o esqueleto ainda não está completamente formado. Quando há uma solicitação sistemática, de compressão, ou de tração de regiões ósseas onde há inserção tendinosa (por atividade física ou período de crescimento rápido), podem originar-se lesões ósseas conhecidas por osteocondroses. Estas lesões provocam dor e estão associadas a dores de crescimento, mas, quando localizadas no joelho (doença de Osgood-Schlatter na tuberosidade anterior da tíbia e de Sinding-Larsen-Johansson na rótula), são causa de dor no joelho. Contudo, estas são entidades habitualmente benignas, autolimitadas no tempo e de resolução espontânea, devendo ser tratadas sintomaticamente e não provocando, na generalidade dos casos, complicações.

Degenerativa

Para além das traumáticas, são as causas mais frequentes e persistentes de gonalgia, aparecendo, geralmente, de forma progressiva após os 50 anos. Designam-se, em geral, por artroses e, quando localizadas no joelho, por gonartroses. Estas podem ser primárias, aparecendo em joelhos sem patologia prévia e, muitas vezes, com incidência familiar. Ou secundárias, relacionadas a patologias ocorridas no passado, mais frequentemente como complicação tardia, instalada de forma progressiva e ao longo de anos, de lesões traumáticas importantes (p.e. meniscais e ligamentares), de lesões fraturárias, ou na sequência de intervenções cirúrgicas ou de patologia infecciosa desse joelho.

Reumática

É, também, uma das causas mais frequentes de dor no joelho. Nos países desenvolvidos, as doenças reumáticas são o grupo mais frequente de doenças no ser humano, gerando uma incapacidade funcional e laboral com forte impacto económico e social. São doenças e alterações funcionais do sistema musculoesquelético de causa não traumática, existindo mais de uma centena delas, cada uma com vários subtipos. As doenças reumáticas podem ser agudas, recorrentes ou crónicas e atingem pessoas de todas as idades, principalmente mulheres, sobretudo a partir dos 65 anos.

Infecciosa

Os joelhos podem ser sede de patologia infecciosa, principalmente em fases mais precoces da vida, na infância, designadas por artrites sépticas, que são uma situação grave.

Tumoral

Na patologia tumoral a dor pode ser um sintoma ausente ou tardio. O aparecimento de tumores, sejam eles malignos (neoplasias) ou benignos, é igualmente mais habitual na infância e adolescência e a sua localização nos joelhos é das mais frequentes.

 

Centro Especializado em Joelho do Hospital Lusíadas Lisboa

Assente em critérios de excelência e multidisciplinariedade, este Centro Especializado é composto por profissionais de saúde de várias áreas e especialidades. Dotado dos meios humanos e tecnológicos mais avançados nesta área da Ortopedia, promove uma resposta mais eficaz e adequada no tratamento das patologias do joelho, de modo a corresponder às expectativas de quem nos procura.

Afirmamo-nos como um centro de referência do Joelho, não só na área do tratamento, mas também na área do ensino e da formação.

Na área cirúrgica contamos com uma vasta equipa de Ortopedistas.

Na área médica, congregamos especialistas de diversas especialidades, destacando-se a Anestesiologia e a Imagiologia.

Na área técnica, articula-se com a Medicina Física e de Reabilitação, assim como com todos os outros setores assistenciais do Hospital.

 

Áreas de Intervenção

As lesões de maior complexidade no joelho são tratadas cirurgicamente, muitas vezes por técnicas artroscópicas que são menos agressivas e, nomeadamente no âmbito da traumatologia desportiva (lesões meniscais e ligamentares) permitem uma mais fácil, cómoda e rápida recuperação.

Nas fases avançadas da patologia degenerativa e reumática, pode haver indicação cirúrgica para diferentes técnicas, podendo ser necessária a colocação de uma prótese do joelho.

Complementarmente, o tratamento da patologia do joelho é, muitas vezes, multidisciplinar, variando conforme os tipos e fases da doença: cuidados gerais e hábitos saudáveis de vida, terapêuticas médicas e programas de reabilitação, associados ao tratamento cirúrgico, sempre que indicado.​

O é o órgão humano que marca realmente a diferença na nossa espécie. Somos bípedes, o que nos torna incomparáveis no reino animal. Ainda assim, damos-lhe pouca importância. Só nos lembramos do pé quando sentimos dor.

No nosso Centro Especializado, pretendemos não apenas tratar a doença mas também preveni-la. Uma grande parte da patologia degenerativa do pé pode ser evitada ou adiada com a alteração de hábitos de higiene, modificação de hábitos de calçado e algumas precauções na prática desportiva.

A prática desportiva cada vez mais frequente (e nem sempre bem acompanhada), e os acidentes de viação são as principais causas de Patologia Traumática do Tornozelo e do Pé, que constitui um verdadeiro desafio à nossa sociedade, pelos prejuízos humanos e económicos que acarreta.

O tratamento da Patologia do Tornozelo e Pé tem sido objeto de uma evolução marcante que se deve tanto a técnicas terapêuticas inovadoras na área médica e cirúrgica como aos mais recentes avanços tecnológicos nos exames auxiliares de diagnóstico.

A variedade dos meios necessários - humanos e físicos - e a sua complexidade para conseguir uma resposta adequada aos problemas de saúde de quem nos procura são a justificação para se organizar um Centro Especializado dedicado à Patologia do Tornozelo e Pé.

 

Principais Patologias

Doenças Degenerativas

  • Artrose do tornozelo: resulta de um traumatismo prévio ou da evolução de uma doença reumatológica.

  • Artroses do pé: doença por evolução da deformação dos pés, adquiridas ou de infância, de traumatismos ou doenças reumáticas.

  • Deformação do antepé: a mais frequente é o joanete, também designado por Hallux Vagus.

  • Deformação do pé: pode ser anatómica, desde a infância, ou adquirida. Entre as adquiridas, a mais importante é o Pé Plano do Adulto que pode ter indicação cirúrgica.

Traumatologia

Na patologia traumática do Tornozelo são mais frequentes as fraturas bimaleolares e as fraturas do pilão tibial, para as quais preconizamos o tratamento cirúrgico precoce.

No tratamento das fraturas e das luxações do pé, temos também uma vasta experiência, com especialistas com longos anos de dedicação ao tema e vários anos de serviço de urgência traumatológica.

O Hospital Lusíadas Lisboa dispõe de um Atendimento Urgente (24 horas) para responder a estes casos de traumatologia.

 

Centro Especializado em Tornozelo e Pé do Hospital Lusíadas Lisboa

Este Centro Especializado assiste e trata toda a patologia do Tornozelo e Pé.

Dispomos da tecnologia mais avançada bem como de todas as especialidades cirúrgicas e médicas para responder, da forma mais eficaz, a todas as situações clínicas.

Na área cirúrgica, congregamos especialistas de diferentes áreas cirúrgicas do tornozelo e pé, de Ortopedia e Traumatologia, Cirurgia Plástica e Reconstrutiva, Cirurgia Vascular, Neurocirurgia e Anestesiologia.

Na área médica dispomos de Medicina Interna, Reumatologia, Dermatologia, Endocrinologia, Diabetologia, Medicina Física e de Reabilitação e Medicina Desportiva.

Na área técnica, temos todas as especialidades de relevo: Enfermagem, Fisioterapia, Podologia e Ortoprotesia.

 

Áreas de Intervenção

  • Cirurgia Percutânea do Pé: técnica mini-invasiva, com anestesia local e ligeira sedação, para tratamento de doenças como os joanetes, deformação dos dedos em garra, entre outras patologias.

  • Artroscopia do Tornozelo: pode ser efetuada por via anterior (para tratar a maioria das lesões osteocondrais do astrágalo, lesões condrais da tíbia e síndromes de conflito anterior do tornozelo) ou por via posterior (síndrome de conflito posterior, tenossinovite do tendão longo flexor do Hallux e síndrome do osso trígono).

  • Artoplastia Total do Tornozelo: é o tratamento indicado em artroses dolorosas e incapacitantes.​​

A mão, sendo uma das estruturas mais complexas do nosso corpo, é a expressão da liberdade de ação do ser humano: as mãos que desenham, que constroem, que operam, são sempre as mesmas, a mão é a nossa forma de relacionamento e expressão, a nossa forma de trabalho.

Depois do rosto, as mãos são a parte do corpo humano que mais expressa a nossa emoção.

O tratamento da patologia da mão tem tido grandes evoluções e melhorias nos últimos anos, tanto nos meios de diagnóstico, como nos vários tratamentos, médicos e cirúrgicos.

A criação de um Centro Especializado em Mão no Hospital Lusíadas Lisboa vem responder a uma necessidade sentida pelos profissionais que se dedicam ao tratamento das patologias da mão, de melhorar e tornar mais completos e eficazes os tratamentos oferecidos pelo hospital.

A cirurgia da mão é, por definição, multidisciplinar, englobando várias especialidades médicas e cirúrgicas, nomeadamente a Ortopedia, a Cirurgia Plástica e a Reumatologia, apoiadas por profissionais diferenciados, com especial destaque para os terapeutas da mão. Por isso, a criação de um Centro Especializado com esta vocação é essencial para permitir um atendimento integrado e especializado a todos os nossos clientes.

 

Principais Patologias

A patologia da mão é muito diversificada e complexa, pelo que referimos aqui apenas algumas das patologias mais frequentes:

• Síndrome do túnel cárpico

• Fraturas do rádio e do punho

• Fratura e pseudartrose do escafoide

• Artrose do polegar

• Quisto sinovial

• Doença de Dupuytren

• Tenossinovite de De Quervain

• Dedo em Gatilho

• Artrite Reumatoide

• Dedo em martelo

• Tendinites

• Roturas de ligamentos

 

Centro Especializado em Mão do Hospital Lusíadas Lisboa

A existência deste Centro Especializado incorpora um elevado nível de conhecimento e de experiência que permite concretizar todo o tipo de cirurgias diferenciadas da mão e responder às necessidades de quem nos procura com qualquer patologia desta área anatómica.

A área cirúrgica é composta por Ortopedistas, Cirurgiões Plásticos e Anestesistas.

Na área médica dispomos de Medicina Física e de Reabilitação, Medicina Desportiva e Reumatologia.

Na área técnica, contamos com o apoio da Fisioterapia e Terapia Ocupacional. A terapia da mão faz parte integrante e indissociável dos cuidados da cirurgia da mão.

Uma equipa de terapeutas da mão efetua numerosas técnicas complementares (massagens, ionizações, crioterapia, eletroterapia, entre outros), bem como vários tipos de ortóteses funcionais da mão, adaptadas a cada caso, e essenciais na reabilitação de doentes mais complexos (em especial nas reabilitações tendinosas).

 

Áreas de Intervenção

Hoje em dia a cirurgia da mão para o tratamento das várias patologias é feita sob métodos anestésicos cada vez mais localizados e confortáveis para o doente que permitem a cirurgia ambulatória (sem internamento) em muitos casos, sejam operados de forma convencional, percutânea ou por artroscopia.

No nosso Centro, fazemos cirurgia aberta e, sempre que possível e indicado, utilizamos métodos mini-invasivos (incluindo percutâneos e artroscópicos), o que, no seu conjunto, nos permite tratar todo o tipo de lesões, como as roturas de ligamentos do punho ou da sua cartilagem triangular, fraturas do rádio e do escafoide, pseudartroses do escafoide, quistos sinoviais, artroses do polegar, "dedos em gatilho", doenças de Dupuytren, síndromas do canal cárpico e muitas outras.

​No Hospital Lusíadas Lisboa estas cirurgias são feitas por cirurgiões ortopédicos dedicados em exclusivo à cirurgia da mão.

​O ombro e cotovelo são articulações fundamentais para a nossa atividade pessoal e profissional.

Basta uma pequena dor nessas zonas para nos lembrar a sua importância no nosso desempenho diário. O ombro é a articulação mais móvel do corpo humano e, por isso, qualquer pequena disfunção pode ser perturbadora e limitante, tanto na vida profissional (por exemplo dificultando a utilização de computadores), como na vida social, no lazer e na prática desportiva, qualquer que seja a idade. A dor no ombro tende a incomodar mais à noite, quando a pessoa está deitada, o que também interfere com o nosso descanso e bem-estar. A própria higiene pessoal e o ato de vestir e despir podem ser muito difíceis e dolorosos, podendo-nos tornar dependentes de terceiros para as necessidades básicas do dia a dia.

Com frequência, uma dor no ombro ou no cotovelo obrigam a pedir ajuda médica, de preferência especializada. O Centro Especializado em Ombro e Cotovelo do Hospital Lusíadas Lisboa está apto a responder a todas as necessidades, tanto do ponto de vista técnico como ao nível da equipa de profissionais experientes que o constituem.

O tratamento das doenças e lesões desta área é multidisciplinar e integrado passando, fundamentalmente, pelas áreas de Ortopedia e Fisiatria, para onde os doentes podem ser referenciados no pós-operatório imediato, para fazerem a sua recuperação com profissionais especificamente vocacionados para a reabilitação destas articulações. Sempre que necessário está disponível o apoio da Reumatologia para as doenças desta área, com repercussão no Ombro ou Cotovelo.

 

Principais Patologias

Doenças Degenerativas

Artrose do ombro e do cotovelo, onde o nosso corpo clínico especializado tem vasta experiência em artroplastia, sendo especialistas de topo nesta técnica.

Roturas Tendinosas

Roturas da coifa e do bicípite proximal e distal, com tratamento artroscópico das lesões, sempre que indicado.

Doenças Inflamatórias e de Sobrecarga

Tendinites agudas e crónicas do ombro e do cotovelo (com ou sem calcificações).

Traumatologia

Fraturas e luxações do ombro e do cotovelo e seu tratamento cirúrgico e não cirúrgico, de acordo com guidelines internacionais sempre atualizadas.

Lesões desportivas do adolescente e do adulto.

 

Centro Especializado em Ombro e Cotovelo do Hospital Lusíadas Lisboa

Este Centro Especializado afirma-se como um centro de referência na Cirurgia do Ombro e Cotovelo, não só na área do tratamento mas também na área do ensino e formação, o que origina visitas regulares de médicos nacionais e estrangeiros para partilha de experiência e know-how. Regularmente, elementos do seu corpo clínico são convidados a dar formação em instituições nacionais e estrangeiras, fruto do reconhecimento internacional pelo seu trabalho e experiência.

Este Centro Especializado conta com uma equipa de cirurgiões dedicados apenas a estas áreas, com alto grau de especialização, de diferenciação e com experiência, quer em cirurgia artroscópica quer aberta, segundo as técnicas mais recentes.

Funciona de forma integrada, com o apoio especializado da Fisioterapia, da Reumatologia e da Anestesiologia, com possibilidade de utilização de técnicas loco-regionais, muito seguras, muitas vezes sem necessidade de recorrer a anestesia geral.

 

Áreas de Intervenção

  • Tratamento não cirúrgico de lesões traumáticas ou degenerativas de acordo com as indicações específicas para o tratamento conservador.

  • Tratamento cirúrgico, incluindo artroscópico, das instabilidades e luxações do ombro e cotovelo.

  • Tratamento cirúrgico, nomeadamente artroscópico, das roturas e tendinites cálcicas dos tendões do ombro.

  • Tratamento cirúrgico das fraturas na região do ombro e cotovelo.

  • Artroplastias do ombro e cotovelo em situações degenerativas ou traumáticas.

​​A Ortopedia Infantil é uma das áreas fundamentais da nossa Unidade, designadamente no apoio à Unidade de Pediatria e Neonatologia. Esta articulação entre especialidades possibilita a prevenção, diagnóstico e tratamento atempado das lesões e patologias ortopédicas na infância.

  • ​​Artroscopia

  • Biópsia

  • Cintigrafia

  • Ecografia

  • Eletromiografia

  • PET

  • Radiologia Convencional

  • TAC (Tomografia Axial Computorizada)

Consulte aqui a informação detalhada sobre os exames desta expecialidade.
...  
Contacto Geral21 770 40 40

​24h/365dias​​​

Chamadas Internacionais: +351 21 770 40 40

...  
Emailgeral@lusiadas.pt

Escreva-nos um email, coloque as suas dúvidas ou peça-nos uma informação. Estamos sempre disponíveis por este canal.​​

...  
OnlineO Meu Portal Lusíadas

Tão pessoal como a sua saúde.

 
 
 
 ​
...  ​
Presencialmente na nossa Unidade


Rua Abílio Mendes​

1500 - 458 Lisboa