Lusiadas.pt | Notícias | Novo serviço - Telereabilitação

31 Março 2021

Novo serviço - Telereabilitação

Agora já pode realizar os seus tratamentos de fisioterapia e reabilitação a partir de sua casa.

De maneira a adequar a oferta de tratamentos às necessidades atuais e melhorar o acesso a cuidados de reabilitação, a Lusíadas criou um serviço que possibilita tratamentos à distância através de uma plataforma de vídeo com interação em tempo real entre doente e terapeuta, disponível para as áreas de fisioterapia, terapia ocupacional e terapia da fala.

Esta solução está disponível nas Unidades Lusíadas Saúde que contam com Unidade de Medicina Física e de Reabilitação, incluindo os hospitais de Porto e Lisboa – com Braga ainda a afinar os últimos detalhes – e as Clínicas Lusíadas Oriente e Faro. Trata-se de um serviço que consegue levar os cuidados a doentes em contexto de isolamento, em quarentena, com patologia de base que desaconselha a saída de casa, ou simplesmente pela preferência do próprio doente.

A principal vantagem da Telereabilitação será permitir o tratamento à distância, reduzindo o número de deslocações às Unidades de Reabilitação Física sem perder o acompanhamento da equipa de médicos e terapeutas.

"Esta foi uma necessidade que surgiu com a pandemia mas cujo alcance irá muito para além da pandemia, pois é um serviço que responde às necessidades identificadas pelos Clientes e que poderá ser uma grande mais-valia também num contexto não pandémico", explica Tiago Carvalho, Diretor Clínico e Coordenador da Unidade de Medicina Física e de Reabilitação da Clínica Lusíadas Oriente.

Sublinhando que a realização da terapia à distância é feita após validação do médico e com o acordo do doente, Tiago Carvalho recorda que esta solução é usada com frequência em países de grandes dimensões, com populações em locais remotos, "existindo muita informação, com base científica, que nos permite ter confiança na eficácia destes tratamentos".

"É uma solução que oferece uma maior autonomia ao doente, dando-lhe o conforto de optar pela solução que lhe for mais conveniente", explica o médico fisiatra, que confessa imaginar "um futuro onde o modelo misto possa ser mais habitual, com sessões presenciais e sessões remotas, consoante as características do caso e as preferências do doente".

Informe-se com o seu médico sobre este serviço, e deixe a sua reabilitação em boas mãos.