-->

​​​​​​​​​​No folheto que preparou para distribuir nos seus hospitais, o grupo Lusíadas Saúde refere que a OMS identificou seis áreas de maior risco na segurança dos Cuidados de Saúde. Por essa razão desenvolveu orientações para os profissionais de saúde com o objetivo de aumentar a segurança nos cuidados. As seis áreas são: identificação correta do cliente, comunicação eficaz, segurança dos medicamentos, segurança cirúrgica, higiene das mãos e prevenção de quedas.

O primeiro Dia Mundial da Segurança do Doente é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), que assinalará a data com uma campanha mundial de sensibilização para a importância da segurança dos doentes e incentivar a população a demonstrar o seu compromisso com esta causa.

Isabel Pereira Lopes, Chief Quality Officer do grupo Lusíadas Saúde, afirma "temos sido pioneiros na adoção de estratégias inovadoras que contribuem para a Qualidade e Segurança de cada um dos nossos clientes e este continuará a ser o compromisso que assumimos com quem servimos dia após dia. Estamos a mobilizar em Portugal os nossos colaboradores para divulgarem uma mensagem que é global, aplaudindo a prioridade assumida pela Organização Mundial de Saúde nesta área".

​​Vários países, de todo o mundo, vão juntar-se a esta comemoração, levando a cabo diversas iniciativas de sensibilização. No Egito, por exemplo, também as Pirâmides de Gizé vão iluminar-​se de laranja para assinalar o Dia Mundial da Segurança do Doente.​