Lusiadas.pt | Blog | Crianças | Bebés | Aprender a brincar com as crianças
2 min

Aprender a brincar com as crianças

Brincar é natural e promove o desenvolvimento físico, mental e social. Ganhamos conhecimento dos objetos, desenvolvemos a noção de tempo e de espaço, e interagimos com os outros. A enfermeira Cheila Reis, da Clínica Lusíadas Almada, ajuda a adequar as brincadeiras à idade.

"Para ajudarmos as crianças a crescer deveremos ter em conta a idade e fase de desenvolvimento, porque estas etapas são muito amplas, e nós não crescemos todos da mesma forma, esclarece Cheila Reis, enfermeira da Clínica Lusíadas Almada. A enfermeira sugere de seguida brincadeiras que pode fazer com os seus filhos de acordo com a sua idade. Porque também se aprende a brincar.

Recém-nascido

  • Segurar uma bola vermelha a 20 cm de distância do rosto do bebé e movimentá-la;
  • Falar ou cantar para o bebé: canções de embalar, sons suaves, música instrumental ou músicas com melodias repetidas;
  • Pegar no bebé ao colo;
  • Sorrir.

Entre as 4 – 6 semanas

  • Movimentar objetos coloridos perto do rosto do bebé (a cerca de 20 cm);
  • Produzir sons com chocalhos ou usar uma caixa de música;
  • Tocar e embalar o bebé.

Aos 3 meses

  • Oferecer objetos para que possa segurá-los e colocar objetos pendentes para que os siga com os olhos;
  • Evitar que esteja demasiado tempo deitado na mesma posição;
  • Falar com ele e dar a ouvir música suave.

Aos 6 meses

  • Estimular a que passe objetos de uma mão para a outra, como uma bola de tamanho médio ou cubos com arestas redondas de cores chamativas;
  • Sentá-lo com apoio para que possa participar ativamente no meio ambiente e interagir.

Aos 9 meses

  • Oferecer objetos diferentes e afastados, para que se movimente;
  • Colocar objetos em cima de cadeiras para incentivar a colocar-se em pé;
  • Brincar às "escondidas";
  • Imitar sons de animais e pedir-lhe que imite;
  • Utilizar brincadeiras de tapar/ destapar o rosto, bater palmas e acenar.

Aos 12 meses

  • Oferecer cubos e vários objetos para explorar;
  • Ler livros;
  • Cantar canções;
  • Fazer jogos de encaixe.

Notas adicionais:

- Reagir calmamente e com firmeza às birras (sobretudo a partir de um ano de idade);

- Sempre que oferecer um brinquedo, deve verificar que está marcado com o símbolo «CE», o que confirma a sua segurança.

Muito importante

Não se esqueça de que o desenvolvimento e crescimento saudável dependem não só dos brinquedos usados mas, em grande medida, da forma como os pais interagem com a criança.  

Fontes: DGS – Programa Nacional de Saúde Infantil e Juvenil (2013). Ministério da Saúde; WAKSMAN, Renata Dejtiar; HERADA, Maria de Jesus C.S – Escolha de brinquedos seguros para casa, ambulatório e hospital (2005). Revista Paulista de Pediatria; BARANITA, Isabel Maria da Costa – A importância do jogo no desenvolvimento da Criança (2012). Escola Superior de Educação Almeida Garret; Escala de Avaliação do Desenvolvimento, Mary Sheridan Modificada.

Ler mais sobre

Bebé Criança

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

PT