Lusiadas.pt | Blog | Crianças | Bebés | Crosta láctea: o que é e como tratar
1 min

Crosta láctea: o que é e como tratar

Pode surgir entre a primeira semana e os primeiros três meses de vida do bebé. Ana Barata Feio, coordenadora da Unidade de Dermatologia da Clínica de Stº António, explica-nos em que consiste a crosta láctea e como atuar.

É normal os pais preocuparem-se ao verem pequenas escamas amarelas, untuosas, na testa ou couro cabeludo do recém-nascido. Às vezes pode até haver inflamação e exsudação – aparecimento de um líquido purulento que resulta do processo inflamatório ou infecioso. No entanto, trata-se de um problema comum denominado crosta láctea, que consiste na apresentação da dermatite seborreica no couro cabeludo do recém-nascido. Costuma ser autolimitada, estando confinada da primeira semana aos primeiros três meses de vida.

Quais são as causas da crosta láctea?

No período neonatal as glândulas sebáceas na face e no couro cabeludo estão aumentadas e produzem sebo após o nascimento durante algumas semanas. Outra causa é a Malassezia furfur, uma espécie de fungo que existe naturalmente na superfície da pele e que contribui para o aparecimento da crosta láctea por ser lipofílico – que tem afinidade química com as gorduras. Fazer a higiene do bebé com emolientes suaves pode ajudar a prevenir o aparecimento da crosta láctea.

Tratamento da crosta láctea

Como habitualmente a crosta láctea é autolimitada, a lavagem com champô suave e a aplicação de emoliente suave não perfumado são suficientes para remover as escamas e crostas do couro cabeludo. Nos casos mais persistentes ou extensos pode ser utilizado um antifúngico tópico. Quando existe inflamação pode-se administrar um corticoide ligeiro por alguns dias.

Quando consultar o médico

Se existir inflamação, exsudação ou o quadro for exuberante vale sempre a pena consultar um dermatologista, até para confirmar o diagnóstico e aconselhar os emolientes mais apropriados para o bebé.

Ler mais sobre

Bebé

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Especialidades em foco neste artigo

Revisão Científica

Dra. Ana Barata Feio

Coordenador da Unidade de Dermatologia

Dermatologia
Clínica de Stº António, Hospital Lusíadas Lisboa
PT