Lusiadas.pt | Blog | Doenças | Sintomas e tratamentos | Ébola: o que é e como se transmite?
3 min

Ébola: o que é e como se transmite?

Saiba como identificar e evitar a contaminação pelo vírus Ébola.

O que é o Ébola?







"Ébola é o nome comum dado à doença rara mas mortal (letalidade de 25% a 90%) causada pela infeção por vírus Ébola. O vírus é da família dos Filoviridae e é uma das causas de febres hemorrágicas virais. Tem 5 estirpes, conhecidas pelo local onde o vírus foi descoberto pela primeira vez (Zaire ebolavirus, Sudan ebolavirus, Tai Forest ebolavirus, Bundibugyo ebolavirus e Reston ebolavirus)", como explica a Direção-Geral da Saúde.

A mesma fonte acrescenta que este vírus "encontra-se em alguns países africanos em reservatórios naturais, e foi descoberto pela primeira vez em 1976 no antigo Zaire (atual República Democrática do Congo) perto do rio Ébola ao qual se deve o seu nome. Desde então, foram detetados alguns surtos na África Subsariana. A epidemia de 2014 na África Ocidental é a maior já registada deste vírus tendo causado 4877 mortes e 9936 doentes até 19 de outubro de 2014".

Como se transmite?





  • Contacto direto com o sangue ou outros fluidos corporais (como sangue, vómitos, urina, fezes, saliva ou sémen) de pessoas infetadas, mortas ou vivas;

  • Pode também ser transmitida através do contacto direto com superfícies, objetos ou roupas contaminadas com fluidos de doentes;

  • A doença pode ainda ser transmitida por contacto sexual não protegido até três meses depois de estes terem recuperado da doença;

  • A doença pode também ser adquirida por contacto direto com sangue e outros fluidos corporais de animais portadores da doença ou pela ingestão da carne dos mesmos.



De acordo com os estudos científicos conhecidos, a transmissão do vírus só ocorre quando uma pessoa apresenta sintomas.

O vírus não se transmite:


De acordo com os estudos científicos conhecidos, um doente infetado não transmite a doença até apresentar sintomas.

  • O Ébola não é transmitido pelo ar ou pela água, ou, em geral, pelos alimentos. No entanto, em África, pode ser transmitido pela manipulação ou ingestão da carne de animais doentes e contacto com animais infetados.

  • Os mosquitos ou outros insetos também não transmitem o vírus Ébola.



Sintomas


Numa primeira fase (entre 2 e 21 dias após a exposição ao vírus):

  • Febre;

  • Náuseas;

  • Vómitos e diarreia;

  • Dores abdominais;

  • Dores musculares;

  • Dores de cabeça;

  • Dores de garganta;

  • Fraqueza;

  • Hemorragia inexplicada.


Na fase seguinte da doença:

  • Manchas na pele;

  • Insuficiência hepática e renal.


Em alguns casos, há registo de hemorragias internas e externas abundantes e insuficiência de vários órgãos.

Risco de infeção e como o evitar


Na eventualidade de estar em contacto com um doente infetado, evite o contacto direto com sangue ou fluidos corporais e com objetos que possam estar contaminados (a mesma recomendação é válida para o caso de cadáveres infetados).

O vírus Ébola pode permanecer ativo em superfícies e objetos durante alguns dias, em determinadas condições, não sendo inativado por refrigeração ou congelação. Na inativação (destruição) deste vírus em superfícies e objetos são utilizados produtos desinfetantes, tais como:

  • A utilização de produtos desinfetantes, tais como lixívia (hipoclorito de sódio) em concentração específica, álcool etílico a 70% (etanol 70%), radiação por luz ultravioleta, radiação gama, aquecimento a 60.ºC durante 60 minutos ou fervura durante 5 minutos.





Ler mais sobre

Doenças Infecciosas

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

PT