Lusiadas.pt | Blog | Prevenção e Estilo de Vida | Saúde da Mulher | Como lidar com a fibromialgia
2 min

Como lidar com a fibromialgia

Fazer exercício físico e aprender a evitar os pontos de conflito que não consegue mudar. Estes são alguns dos conselhos de Manuela Parente, reumatologista no Hospital Lusíadas Lisboa.

A fibromialgia é uma síndrome de dor músculo-esquelética difusa que afeta sobretudo as mulheres. Esta condição clínica complexa e de causa desconhecida é caracterizada pela existência de dor generalizada pelo corpo todo, acompanhada de um cansaço extremo, perturbações do sono e perturbações cognitivas.

Neste artigo, Manuela Parente, reumatologista no Hospital Lusíadas Lisboa, dá alguns conselhos para conviver melhor e lidar com a fibromialgia. Um dos principais passa pela adaptação.

“O doente é o principal ator da sua mudança: deve tentar controlar a ansiedade e diminuir a exposição a situações de estresse. Tentar modificar os pontos de conflito e aprender a evitar aqueles que não consegue mudar”, assinala Manuela Parente, acrescentando que duas formas de lidar com a fibromialgia passa por o doente zelar pela qualidade do sono e promover exercício físico.

Na consulta de reumatologia do Hospital Lusíadas Lisboa, as queixas por fibromialgia ocupam mais de 10% das observações. Ou seja, ao todo são mais de 100 anuais e todos os anos chegam à consulta novos casos.

Em termos gerais, referem a dor generalizada, o cansaço, habitualmente acompanhados por sono não reparador e algumas vezes relatam ainda dormências nas extremidades, alterações da memória e diminuição da capacidade na concentração.

Lidar com a fibromialgia recorrendo ao desporto

Muitas vezes a ideia de praticar exercício físico causa alguma estranheza aos doentes. No entanto, como a síndrome não é incapacitante o desporto traz grandes benefícios para quem quer controlar e lidar com a fibromialgia. Tais como:

  • Permite fortalecer os músculos fracos ou tensos;
  • Melhorar os sintomas da dor;
  • Melhorar a disposição;
  • Auxilia no controlo da ansiedade;
  • Melhora a autoestima;
  • Permite praticar uma postura estática e dinâmica;
  • Permite manter os músculos relaxados e flexíveis.

Modalidades mais indicadas

Manuela Parente aponta várias modalidades que podem ajudar os doentes a lidar com a fibromialgia:

  • Caminhada de cerca de 30 minutos por dia;
  • Hidroterapia ou hidroginástica;
  • Yoga
  • Pilates;
  • Ginástica aeróbica.

Outras terapêuticas

"A psicoterapia/terapia cognitiva comportamental parece ajudar a estimular o controlo da situação", assinala a reumatologista. No entanto, como não existe terapêutica específica que seja eficaz a todos os que sofrem de fibromialgia - existindo até casos que não são controláveis -, há doentes que têm de recorrer a terapêutica com medicamentos, como os antidepressivos, anti-epilépticos, relaxantes musculares e analgésicos, de modo a melhorar o seu estado de saúde.

Investigação

A investigação sobre as possíveis causas da fibromialgia tem-se orientado em áreas como o músculo, o sistema nervoso central, o sistema nervoso autónomo, o sono, causas genéticas, o sistema imunitário, o metabolismo e o estado psíquico dos doentes.

Ainda assim, existem fatores desencadeantes, como as doenças graves, traumas emocionais ou físicos ou a predisposição genética.

Ler mais sobre

Fibromialgia

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Especialidades em foco neste artigo

Colaboração

Dra. Manuela Parente

Reumatologia
Hospital Lusíadas Lisboa
PT