Lusiadas.pt | Blog | Crianças | Bebés | Facto ou Mito: deve-se puxar a pele da pilinha dos bebés?
3 min

Facto ou Mito: deve-se puxar a pele da pilinha dos bebés?

Um vermelhão ou inchaço no pénis das crianças podem ter origem neste simples gesto de separar a glande do prepúcio no banho. Nessa altura a circuncisão pode ser a única solução.

É uma dúvida frequente para muitos pais: devem puxar a pele da pilinha no banho para que não haja acumulação de secreções? Entrevistámos António Bessa-Monteiro, coordenador de Cirurgia Pediátrica do Hospital Lusíadas Porto, que alerta que este procedimento está errado porque poderá provocar infeções e vermelhões que, em último caso, só serão resolvidos com uma cirurgia, como a circuncisão.

Como fazer a higiene da pilinha dos bebés

  • Como se deve limpar o pénis dos bebés e das crianças?

Só lavar no banho, como se lavam as outras partes do corpo.

  • E quando se troca de fralda deve lavar-se ou basta usar toalhitas?

A aplicação das toalhitas é suficiente. O menos complicado é o melhor.

  • Por que razão não se deve puxar a pele da pilinha?

Na minha opinião, puxar a pele da pilinha dos bebés e das crianças é um erro porque o prepúcio (que é a pele que cobre a glande) está colado à glande nas idades precoces. É normal, é fisiológico. Por isso, se nós estamos a puxar a pele, estamos a contrariar uma coisa que é fisiológica e com uma agravante: podemos provocar fissuras que, quando cicatrizam, provocam autênticos apertos e fimoses verdadeiras. E aí não há outra alternativa que não a circuncisão.

  • O que acontece à glande e ao prepúcio nos primeiros anos de vida?

A fimose é fisiológica até determinada idade. À medida que a criança vai crescendo, o prepúcio segrega uma substância branca, chamada esmegma, que vai fazendo a separação do prepúcio da glande. Por volta dos 12-13 anos é que há separação total e aí é fácil puxar a pele toda para trás.

  • A acumulação dessas secreções causa dor?

Não! Às vezes, pode acontecer que pode infetar e provocar as chamadas balanites [uma inflamação da glande], mas são casos pontuais.

  • Como é que os pais podem detetar o problema?

Um vermelhão muito grande, às vezes com inchaço também. Eventualmente uma ardência no início da micção. Mas o tratamento é muito simples: só cuidados locais e desinfeção local. Normalmente é uma situação que tem uma evolução autolimitada, nem é necessário fazer antibiótico. A própria higiene é suficiente.

  • Desinfeta-se com um produto antissético?

Sim, tipo betadine. Acontece muitas vezes que, se essas infeções forem recidivantes, podem provocar as fimoses verdadeiras. A fimose é um aperto fibroso no anel do prepúcio que não deixa expor a glande. Nessas alturas, a circuncisão ou outro tipo de tratamento cirúrgico será indicado. 

Quando fazer uma circuncisão

  • Há outro tipo de cirurgias para além da circuncisão?

Sim, a plastia do prepúcio. Eu sou sempre conservador. Uma vez que o prepúcio é importante para manter a sensibilidade da glande e só faço a circuncisão total quando não tenho outra alternativa ou os pais me pedem para o fazer. Senão, se puder conservar o prepúcio todo, conservo: faço uma plastia para alargar o anel prepucial ou, se tiver que fazer circuncisão, serei o mais poupado possível.

  • O que é a circuncisão?

É uma intervenção cirúrgica em que é retirada parte ou a totalidade do prepúcio.

  • Faz-se em ambulatório?

Sim. Por norma é uma intervenção simples. Nas crianças, em princípio não são necessárias análises. É feita sob anestesia geral - numa criança tem de ser - mas têm alta no próprio dia, sem penso. No dia seguinte podem tomar banho normalmente na banheira, como faziam anteriormente. Como não há pontos para tirar, a higiene faz-se como se fazia antes da cirurgia.  

  • As crianças sentem dificuldades nos dias seguintes?

É provável que a criança esteja receosa e tenha alguma dor, que é controlada com um analgésico vulgar. Mas eu digo-lhes para terem cuidado com o contacto físico: podem ir à escola, podem fazer a vida normal, mas com alguma reserva para não sofrerem nenhum traumatismo.

  • Sentem ardor a urinar?

Não há motivo. Às vezes têm dificuldade mais por medo do que por dor. Logo que veem que não há dor, deixam de ter medo. -

  • A partir de que idade se pode fazer uma circuncisão?

Por questões culturais, já tenho feito circuncisões em recém-nascidos. O pós-operatório é sempre mais fácil em idades mais precoces. Mas a circuncisão deve ser feita quando há indicação médica para isso (um aperto forte do prepúcio que perturba a micção ou uma fimose). E isso pode acontecer em qualquer idade.

  • A circuncisão é mais vantajosa em termos da higiene da criança?

É mais fácil fazer a limpeza da glande uma vez que não há prepúcio. Por outro lado, deixa de ter também aquela secreção que o prepúcio faz.

Ler mais sobre

Bebé

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Dr. Bessa Monteiro

Coordenador da Unidade de Cirurgia Pediátrica , Fenda Lábio-Palatina

Cirurgia Pediátrica
Hospital Lusíadas Porto
PT