Lusiadas.pt | Blog | Gravidez e Maternidade | Pós Parto | Unidade de Neonatologia: a trazer vida ao mundo
2 min

Unidade de Neonatologia: a trazer vida ao mundo

Na Unidade de Neonatologia do Hospital Lusíadas Lisboa, as mães são acompanhadas ainda antes do parto e os recém-nascidos acolhidos por pediatras especializados.

“O nosso objetivo é que o processo do nascimento seja tratado em família”, diz Pedro Vieira da Silva, coordenador da Unidade de Neonatologia do Hospital Lusíadas Lisboa. O processo de acolhimento do bebé e da mãe começa ainda antes do nascimento da criança por uma equipa de enfermeiros e médicos pediatras especialistas em Neonatologia e obstetras, a que no momento do parto acrescem os anestesiologistas. O pai normalmente está presente e, no caso bebé nascer saudável, é também sugerido que entre em contacto direto com a mãe, que sinta a sua pele e aprenda a mamar. “Os cuidados são o mais humanizados possível”, explica o pediatra da Unidade de Neonatologia.

Neonatologia: objetivos imediatos ao parto

  • Verificar o estado de saúde do bebé;
  • Ajudar a fazer subir o leite e dar de mamar;
  • Dar a conhecer todos os cuidados de segurança e higiene;
  • Garantir uma linha telefónica de apoio para pais e mães com dúvidas sobre a saúde dos recém-nascidos.

Em caso de cesariana

  • Tal como no parto normal, é ministrada a epidural ( na maioria dos casos), pelo que a mãe pode acolher desde logo o bebé, seguindo depois para o recobro durante duas horas. O objectivo é humanizar a intervenção cirúrgica.
  • O parto natural é a opção primeira, mas se houver complicações, a parturiente é informada sobre a necessidade da cesariana e sobre os procedimentos inerentes à mesma pelo obstetra.

No caso de bebés prematuros

  • Se necessário vão para incubadora, onde é simulado o conforto da barriga da mãe e lhes é dado tempo para que os órgãos se desenvolvam;
  • A ventilação é, sempre que possível, não invasiva;
  • A alimentação é, de início, parentérica (através da veia), mas ao longo do tempo vão sendo introduzidas pequenas quantidades de leite, até que o bebé ganhe competências para se alimentar;
  • Tal como acontece com os bebés que nascem sem complicações, o objetivo é que o recém nascido esteja sempre em contacto com a mãe, sendo utilizado o “método canguru”. Se for necessário existem várias incubadoras com formas distintas de ventilação.
  • Os pais têm a possibilidade de estar em contacto durante 24 horas com o filho.

Ler mais sobre

Bebé

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Especialidades em foco neste artigo

Colaboração

Dr. Pedro Silva

Coordenador da Unidade de Neonatologia Atendimento Permanente

Neonatologia
Hospital Lusíadas Lisboa
PT