Lusiadas.pt | Blog | Prevenção e Estilo de Vida | Diabetes e doenças cardiovasculares: como proteger-se no inverno
3 min

Diabetes e doenças cardiovasculares: como proteger-se no inverno

A diabetes é um dos mais importantes fatores de risco para o desenvolvimento de problemas no sistema cardiovascular, explica a Dra. Cláudia Rocha, especialista em Medicina Interna e Coordenadora da Unidade Multidisciplinar da Diabetes da Clínica de Stº António.

A diabetes é uma patologia crónica, caracterizada pela elevada quantidade de glicose (açúcar) no sangue. Tem origem numa disfunção do pâncreas: ou esta glândula do sistema digestivo não produz insulina (como na diabetes tipo 1) ou produz insulina insuficiente (como na diabetes tipo 2), para ajudar a glicose a entrar nas células do corpo.

Enquanto na diabetes tipo 1, o sistema imunitário ataca e destrói as células betas do pâncreas (as que produzem insulina), levando ao aumento da glicémia, na diabetes tipo 2 são hábitos de vida pouco saudáveis — como a alimentação hipercalórica e sedentarismo — que fazem com que a patologia se instale. Estas rotinas pouco equilibradas, a longo prazo, contribuem para excesso de peso ou até mesmo obesidade, condições que dificultam a ação da insulina no corpo levando, então, a uma falência progressiva do pâncreas. 

Outros fatores de risco para desenvolver a diabetes incluem colesterol alto, tensão arterial alta, história de diabetes na gravidez e história familiar de diabetes em parentes de primeiro grau (pais, irmãos, avós). 

A diabetes pode ainda influenciar o desenvolvimento de outras patologias, como é o caso das do foro cardiovascular, explica Dra.Cláudia Rocha, especialista em Medicina Interna e Coordenadora da Unidade Multidisciplinar da Diabetes da Clínica de Stº António. Entenda porquê.

Qual a relação entre a diabetes e as doenças cardiovasculares

A diabetes é um dos mais importantes fatores de risco para as patologias cardiovasculares porque o excesso de glicose leva a  alterações na constituição e circulação do sangue. Com o tempo, estas alterações causam inflamações, entupimento  e destruição dos vasos sanguíneos e de outras células do corpo que recebem esse sangue alterado.

As doenças cardiovasculares potenciadas pela diabetes são:  enfarte agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC e AIT) e entupimento das artérias, especialmente as do coração, das pernas e pés.

Qual é o tipo de diabetes mais perigoso no desenvolvimento de doenças cardiovasculares?

Qualquer tipo de diabetes aumenta o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Contudo, por ter uma evolução mais silenciosa, a diabetes tipo 2 pode ter um diagnóstico mais tardio, por vezes, com doença vascular já instalada.

As modificações de estilo de vida são cruciais para prevenir as doenças cardiovasculares em pessoas com diabetes. Entre elas, encontram-se:

  • Redução da ingesta calórica para diminuir o excesso de peso corporal;
     
  • Uma alimentação rica em frutas, hortaliças (legumes e verduras), grãos integrais, produtos como leites e seus derivados desnatados e suplementada com azeite e/ou nozes, sempre que possível;
     
  • Prática de atividade atividade física de acordo com a capacidade e possibilidade da pessoa, sabendo que o recomendado é, no mínimo, três vezes por semana, por um período de 30 minutos;
     
  • Cumprir conselhos e medicamentos prescritos pelo médico.

 A importância de se proteger no inverno

O inverno é uma estação do ano que, pelo frio e chuva, torna os indivíduos mais propícios ao sedentarismo, abusos alimentares  (refeições quentes e tendencialmente mais calóricas, principalmente na altura do Natal), aumentando também a tendência de faltar às consultas médicas. Por ser também uma época em que há o risco acrescido de contrair infeções, as pessoas com diabetes facilmente veem a sua doença descompensada. 

Para que se protejam, as pessoas com diabetes devem manter hábitos de vida saudáveis ao longo de todo o ano. É também fundamental que não faltem às avaliações médicas — é importante que haja, no mínimo, duas por ano para uma orientação adequada —,  já que são cruciais para a prevenção das descompensações da diabetes e prevenção da evolução da patologia.

Ler mais sobre

Diabetes

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Especialidades em foco neste artigo

Autoria

Dra. Cláudia Rocha

Medicina Interna
Clínica de Stº António
PT