Lusiadas.pt | Blog | Sistema Nervoso

Tags mais relevantes

Epilepsia: o que deve fazer durante um ataque epilético?

4 min

Ataque epilético: o que é e como lidar?

Consciência alterada e movimentos musculares descontrolados são alguns dos sintomas das crises epiléticas. Socorro Piñeiro, neurologista da Clínica de Stº António, explica o que está em causa e como lidar com os chamados “ataques epiléticos”.

É necessário um conjunto de  exames e técnicas de estudo para analisar o funcionamento do sistema nervoso autónomo.

3 min

Exames para avaliar o sistema nervoso autónomo

O mau funcionamento do SNA pode afetar quase todos os sistemas corporais pelo que identificar alguma disfunção é determinante para desenhar um tratamento eficaz. O Hospital Lusíadas Lisboa é o único hospital privado do país a dispor de novos exames e técnicas de estudo do sistema nervoso autónomo.

Melhores exercícios para o cérebro

2 min

Exercícios para o cérebro

Se fazemos desporto regularmente para manter a forma física e retardar o envelhecimento, por que não exercitar também a mente? O neuropsicólogo André Carvalho, especialista em neurociências do Hospital Lusíadas Lisboa, dá-lhe algumas dicas e aconselha a marcar na agenda meia hora diária para fazer um puzzle ou resolver um Sudoku.

O sistema nervoso autónomo tem uma influência determinante no funcionamento do nosso organismo.

2 min

Sistema nervoso autónomo (SNA): 6 perguntas

O que é e qual é a função do SNA? Mariana Santos, neurologista e neurofisiologista clínica no Hospital Lusíadas Lisboa, responde a seis questões sobre o sistema nervoso autónomo, que tem uma influência determinante no funcionamento do nosso organismo.

Efeito placebo: o que é

3 min

O placebo e a sua capacidade de curar

Procurámos avaliar o impacto de um tratamento controverso e que vai muito além de uma simples cápsula.

O Diogo tem 15 anos e sofre de Charcot-Marie-Tooth, uma das doenças raras identificadas em Portugal.

2 min

Doenças raras, pessoas extraordinárias

Diogo tem 15 anos e sofre de Charcot-Marie-Tooth. Ou melhor, não sofre, foi diagnosticado com. Um pormenor que faz toda a diferença na forma como lida com a doença e com a vida.