Equipas experientes e a tecnologia mais inovadora para o
diagnóstico e tratamento das doenças dos olhos e da visão.

A Oftalmologia é a especialidade médica e cirúrgica vocacionada para o diagnóstico e tratamento das doenças dos olhos e da visão.

Na Lusíadas Saúde a especialidade médica de Oftalmologia coloca à disposição do doente equipas altamente qualificadas capazes de o acompanhar em todas as etapas da vida: da oftalmologia pediátrica, passando pelas doenças dos olhos e da visão como a miopia ou o astigmatismo, até à cirurgia de catarata.

As Unidades de Oftalmologia da Lusíadas Saúde proporcionam um serviço de excelência, com a segurança e o conforto conferidos pelas tecnologias de última geração.

Consultas e Exames

  • Consultas

  • Exames

  • Consulta de Oftalmologia Pediátrica

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Consulta de Oftalmologia

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Consulta de Oftalmologia - Pálpebras, Órbita e Vias Lacrimais

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • OCT (Tomografia Ótica Coerente)

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Adaptação de Lentes de Contacto com Fins Terapêuticos

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Perimetria Computadorizada

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Queratoscopia Computorizada ou Topografia Corneana

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Biomicroscopia Especular

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Paquimetria ou Biometria Oftálmica por Ecografia Linear com Cálculo da Espessura da Córnea

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Sessão de Tratamento Ortóptico ou Pleóptico

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Gráfico de Hess

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Biometria Oftálmica por Ecografia Linear com Cálculo de Potência da Lente Intraocular

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

  • Capsulotomia Yag (Por Sessão) - Cristalino

    Faça a marcação online através do nosso Portal

    Marcar

Corpo clínico

Prof. Dr. J. Salgado Borges

Prof. Dr. J. Salgado Borges

Coordenador de Oftalmologia: Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira

Coordenador de Oftalmologia: Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira

Unidades

Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira

Áreas de Interesse

Córnea e Superfície Ocular Externa; Cirurgia Refractiva; Cirurgia de Catarata e Lentes Intra-Oculares Premium; Queratocone

videoconsulta

Teleconsulta

Dra. Rita Matos

Dra. Rita Matos

Unidades

Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira

Áreas de Interesse

Oftalmologia Pediátrica; Estrabismo; Cirurgia da Catarata

videoconsulta

Teleconsulta

Dr. Filipe Esteves

Dr. Filipe Esteves

Unidades

Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira

Áreas de Interesse

Cirurgia da Catarata; Cirurgia da Córnea e Implanto-refractiva

videoconsulta

Teleconsulta

Ver todos

Áreas de Intervenção

Catarata

A catarata é a opacificação do cristalino, a lente natural do olho localizada atrás da pupila. Através desta lente, os raios luminosos chegam à retina para haver a formação correta das imagens. Quando o cristalino perde a transparência e impede a passagem da luz de forma clara até à retina, o doente sofre uma perda progressiva de visão.

Dependendo do tamanho e da localização das zonas opacas da lente, pode não ser percetível o desenvolvimento de catarata numa fase inicial. Estes são alguns dos sintomas mais comuns:

  • Aparecimento de visão turva e ocasionalmente visão dupla
  • A visão é melhor em situações de baixa luminosidade do que na presença de grande luminosidade (exterior ou interior) 
  • Voltar a ver bem ao perto (jornal, telemóvel) sem precisar novamente de óculos para perto
  • Dificuldade na condução noturna
  • Alteração frequente da graduação dos óculos

 

A catarata não pode ser evitada, mas pode ser detetada por exames oftalmológicos. É aconselhável consultar um oftalmologista, especialmente depois dos 55 anos, para detetar a possível existência de uma catarata, o seu tipo, tamanho e localização, e determinar se a cirurgia é apropriada ou qual o momento mais apropriado para a realizar.

 A Cirurgia da Catarata é o único tratamento eficaz desta patologia, estando o Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira capacitado para o seu diagnóstico e tratamento. A cirurgia de catarata é um procedimento cirúrgico ambulatório: indolor, de baixo risco anestésico (normalmente com anestesia ocular apenas) e a recuperação visual é rápida. A cirurgia envolve a introdução de uma lente intraocular artificial, cujas características são variáveis e escolhidas em função das exigências e características do paciente, podendo permitir uma excelente visão de longe e de perto sem recurso a óculos.

 

Doenças de Retina

Descolamento Retina 

O descolamento de retina é uma doença ocular que consiste na separação da retina neuro sensorial (a camada interna do globo ocular) do epitélio pigmentado da retina (a camada de células onde a retina está assente). Ao produzir-se esta separação, acumula-se líquido no espaço que se forma entre as duas camadas, e a retina descolada não pode funcionar nem receber nutrição de forma adequada. Se não for tratado de forma urgente, o descolamento de retina acaba por provocar uma perda funcional total do olho (“cegueira”).

Os sinais de alarme de descolamento de retina são: o aparecimento súbito de moscas volantes ou sombras no campo visual, relâmpagos ou flashes de luz e finalmente o aparecimento de uma sombra fixa ou cortina negra no campo de visão.

O Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira está capacitado para aplicar quaisquer das diferentes técnicas terapêuticas, em função do grau e fase de evolução do descolamento, nomeadamente:

  • Fotocoagulação com laser
  • Crioterapia
  • Retinopexia pneumática
  • Vitrectomia
  • Cirurgia Escleral

 

DMRI

A DMRI ou Degenerescência Macular Relacionada com a Idade é uma doença degenerativa da zona central da retina, a mácula, que provoca uma perda progressiva das células e do epitélio pigmentado da retina. Como consequência, surge uma perda grave e irreversível da visão central. É a principal causa de perda de visão irreversível acima dos 55 anos de idade nos países desenvolvidos.

Os principais fatores de risco para além da idade são o tabaco e a predisposição genética.

A DMRI húmida é normalmente controlada com a injeção de fármacos antiangiogénicos na cavidade vítrea, que têm como função atrasar o crescimento dos vasos sanguíneos.

Para a DMRI seca não existe ainda um tratamento eficaz. No entanto, a administração de complexos vitamínicos antioxidantes pode atrasar a progressão da doença.

 

Diabetes Ocular

É a doença vascular mais frequente da retina. Tem origem nas lesões causadas nos vasos sanguíneos da retina pelas alterações metabólicas da diabetes. Leva a uma perda de visão que, em alguns casos, pode ser grave e irreversível. A retinopatia diabética é a principal causa de perda de visão irreversível abaixo dos 55 anos.

Os doentes diabéticos devem realizar um controlo apertado da sua glicemia, da pressão arterial e dos valores de colesterol. Existem outros fatores que influenciam negativamente a evolução da retinopatia diabética, tais como: a obesidade, o tabagismo e o sedentarismo. Estes pacientes (que ascendem a mais de 200 milhões em todo o mundo) requerem consultas periódicas por Oftalmologia pois geralmente a retinopatia diabética não provoca sintomas até que a lesão seja severa ou extensa.

A retinopatia pode afetar a mácula (a zona central da retina responsável pela visão de detalhe) ou a periferia da retina. Conforme a zona afetada e o grau de gravidade da doença, os especialistas de retina dispõem de diferentes opções de tratamento, como a fotocoagulação laser, as injeções intravítreas ou a cirurgia (vitrectomia).

 

Glaucoma

É uma doença que leva a uma perda progressiva e irreversível do campo visual do doente. Os sintomas apenas surgem num estado avançado de evolução, com defeitos já importantes quer ao nível do campo visual periférico quer da visão central, sendo geralmente irreversíveis. Alguns pacientes queixam-se de visão turva ou halos, embora o mais comum seja a perda lenta e progressiva da visão periférica, como se a pessoa olhasse através de um tubo encostado ao olho.

A partir do momento em que se realiza o diagnóstico de glaucoma, é necessário realizar exames regulares para medição da pressão intraocular, realização de perimetrias automáticas para avaliar e quantificar o campo visual e a realização de um exame morfológico do nervo ótico, um OCT, que permite quantificar a perda de fibras nervosas.

Atualmente, o tratamento baseia-se na redução do valor da pressão intraocular. Podemos atingir este objetivo através da aplicação de tratamentos tópicos (colírios), ou através da realização de tratamento com laser ou mesmo cirurgia, quando o tratamento médico é ineficaz ou mal tolerado pelo doente.

O Hospital Lusíadas Santa Maria da Feira está dotado com os melhores profissionais e equipamento que permite dar a melhor resposta a uma doença que é a segunda principal causa de cegueira em todo o mundo.

 

Óculoplastica e Vias Lacrimais

A Oculoplástica debruça-se sobre a anatomia das pálpebras e sua relação com os olhos, a familiaridade com o globo ocular e estruturas associadas. É a subespecialidade da Oftalmologia que realiza a cirurgia de pálpebra e vias lacrimais e outros tratamentos o rejuvenescimento facial, exérese de bolsas palpebrais, aplicações de toxina botulínica e preenchimentos.

obstrução do canal lacrimal é uma patologia comum e o seu tratamento cirúrgico, na maioria das vezes. A avaliação prévia determina se a cirurgia deve ser realizada por uma equipa multidisciplinar constituída por oftalmologista e otorrinolaringologista, permitindo um tratamento de excelência da obstrução da via lacrimal.

 

Oftalmologia Pediátrica

Uma boa visão é fundamental para o bom desenvolvimento da criança. A prevenção e o rastreio na idade pediátrica são essenciais para o atempado diagnóstico e rápido tratamento das doenças oculares que nesta idade podem levar a uma perda irreversível da acuidade visual e ao aparecimento da ambliopia (“olho preguiçoso”). É durante os primeiros anos de vida que ocorre o desenvolvimento e maturação neurológica de todo o sistema visual e por isso, nesta fase é importante que qualquer patologia existente seja corrigida.

Revisões oftalmológicas recomendadas em crianças:

Nascimento

Descartar anomalias congénitas:

  • Glaucoma congénito;
  • Catarata congénita;
  • Malformações;
  • Tumores;
  • Estrabismo congénito;
  • Ptose congénita.

 

3 aos 4 anos

  • Primeira exploração ocular completa;
  • Acuidade visual (detetar olho preguiçoso)
  • Movimentos oculares (estrabismo)
  • Observação do Fundo de olho

 

4 aos 10 anos

  • Revisão Anual.

 

Após 10 anos

  • A cada dois anos.

Contactos

Fale connosco

226 085 580

8h às 19h, segunda a sábado.
WhatsApp 965 965 301

Lusíadas
Descarregue a app +Lusíadas para mais saúde

Presencialmente

Rua Prof. Doutor Serafim Pinto Guimarães, Nº 222, Espargo

4520-103

Santa Maria da Feira