Centro Multidisciplinar de Deformidades Torácicas

​​​​​​​​​​​​Enquadramento

As deformidades da parede torácica são uma patologia muito prevalente na população. Estas deformidades dividem-se geralmente em cinco categorias: Pectus Excavatum (ou peito escavado), Pectus Carinatum (ou peito em quilha), síndrome de Poland, defeitos esternais e deformidades torácicas associadas a doenças esqueléticas sistémicas. O Pectus Excavatum é a deformidade mais frequente, com uma incidência na população de cerca de 1/500, quatro vezes mais frequente no género masculino. Os pacientes com peito escavado, para além da depressão posterior do esterno e das cartilagens costais, são geralmente indivíduos altos e magros, apresentam uma postura alterada, bem como uma diminuição antero-posterior do tórax. O Pectus Carinatum é a segunda deformidade mais frequente com uma incidência na população de cerca de 1/2000, também mais frequente no homem. O tórax em quilha manifesta-se geralmente na adolescência por uma projeção anterior do esterno e/ou das cartilagens costais. Ambas as deformidades associam-se frequentemente a alterações da coluna vertebral, como a escoliose e a cifose.

Do ponto de vista clínico, os pacientes podem revelar intolerância ao exercício físico, dor torácica, falta de ar (dispneia), bem como uma imagem corporal negativa com repercussões psicossociais significativas. Embora a maioria destas deformidades torácicas ocorra em indivíduos saudáveis, em certos casos a deformidade torácica é um marcador de doença sistémica, como a Síndrome de Marfan.

O Centro Multidisciplinar de Deformidades Torácicas do Hospital Lusíadas Porto disponibiliza um conjunto de respostas e soluções que melhor se adequam a cada caso, permitindo selecionar um plano de tratamento personalizado e individualizado. ​


Centro Multidisciplinar de Deformidades Torácicas

Uma vez que muitos destes pacientes têm dificuldade em encontrar ajuda especializada e integrada para este tipo de deformidades, o Centro Multidisciplinar de Deformidades Torácicas do Hospital Lusíadas Porto reúne todas as valências necessárias para uma avaliação completa e integral do doente com um Pectus, e um tratamento adequado das crianças, adolescentes ou adultos portadores destas deformidades.


Os nossos Serviços

O tratamento é condicionado por vários fatores, como a idade, o tipo de deformidade, o compromisso funcional e o impacto psicossocial. Nesse sentido, o paciente com uma deformidade torácica necessita de uma abordagem individualizada e personalizada para o sucesso do seu tratamento.

Os tratamentos não cirúrgicos incluem os sistemas de sucção e/ou compressão externa, a correção postural e o reforço muscular. O rastreio de deformidades, malformações e síndromes genéticas associadas é fundamental para que o seu acompanhamento e eventual tratamento seja instituído de forma atempada e precoce.

O tratamento cirúrgico é realizado maioritariamente por técnicas minimamente invasivas, nomeadamente com recurso à toracoscopia. As técnicas de Nuss e de Abramson são as de eleição, uma vez que permitem a correção cirúrgica do Pectus sem cicatriz visível. A avaliação pré-operatória por diferentes especialidades permite uma investigação completa a nível imagiológico, cardiovascular, pulmonar, e dermatológico, para que tudo seja planeado.

​ 

Equipa

O​ Centro Multidisciplinar de​ Deformidades Torácicas é composto por uma equipa de diferentes especialidades que permitem uma abordagem completa ao doente com uma deformidade torácica.

Cirurgia PediátricaDr. Bessa Monteiro

Ortopedia: Dr. Vitorino Veludo, Dr. Rodrigues Pinho

Medicina Física e Reabilitação: Drª Anabela Marques

Pediatria do adolescente: Dr. Hugo Tavares

Cardiologia: Dr. Vasco Dias

Pneumologia: Dr. Chaves Caminha

Genética: Drª Margarida Reis Lima

Radiologia: Dr. Ricardo Sampaio

Dermatologia: Drª Susana Vilaça