Lusiadas.pt > Blog > Doenças > Será COVID-19, constipação, gripe ou alergias?
3 min

Será COVID-19, constipação, gripe ou alergias?

Com os sintomas a sobreporem-se frequentemente, como é que se consegue saber quando é uma alergia, uma constipação, uma gripe ou uma infeção por COVID-19?

Alergias, constipações, gripe e COVID-19 são situações que levam a manifestações no trato respiratório superior. Mas qual é a diferença entre elas? O coordenador da Unidade de Doenças Infecciosas do Hospital Lusíadas Lisboa, Luís Tavares, responde.

COVID-19, constipação, gripe e alergias: o que são, sintomas e como tratar

COVID-19

O que é: A COVID-19 é o nome da doença causada pelo coronavírus SARS-COV-2 — identificado pela primeira vez em humanos, no fim de 2019, na cidade chinesa de Wuhan. Facilmente transmitida através das partículas expelidas pela pessoa infetada, pode causar infeção respiratória grave como a pneumonia.

Sintomas: Têm variado muito os quadros clínicos desde que surgiu pela primeira vez o SARS-COV-2, em função das diferentes mutações do vírus. Entre os principais sintomas, incluem-se a febre, tosse, garanta dorida, congestão nasal e, eventualmente, a seguir, poderá ocorrer infeção respiratória. Outros sintomas poderão ser: cefaleias, prostração, mialgias, náuseas, fadiga, diarreia, perda do olfato e do paladar.

Como tratar: Se for ligeiro, é importante descansar e hidratar-se. Para aliviar alguns dos sintomas, pode ser necessário a toma de paracetamol. Se for um caso mais severo de COVID-19, pode ser necessário um tratamento com antivirais ou anticorpos.

Gripe

O que é: A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, B e C, transmitida através das partículas expelidas pela pessoa infetada. Pode ser prevenida através da vacinação, que deve ser feita todos os anos. 

Sintomas mais frequentes: Normalmente, resulta em mialgias, febre e cefaleias. A tosse é um sintoma que poderá aparecer mais tarde, depois dos primeiros sintomas, bem como expectoração. 

Como tratar: Se for uma gripe ligeira, normalmente apenas será necessário paracetamol para aliviar os sintomas ou, se for mais grave, um medicamento anti-viral mais forte.

Constipação

O que é: A constipação é uma infeção das vias respiratórias superiores, causada pelos adenovírus, que são facilmente transmissíveis. Basta o contacto com as secreções respiratórias, através da tosse ou espirro, para poder ser infetado.

Sintomas mais frequentes: Entre os principais sintomas, incluem-se a congestão e abundante produção de muco nasal, bem como as dificuldades na respiração pelo nariz. Poderá também ocorrer comichão e vermelhidão no nariz, diminuição ou perda do olfato e paladar, espirros, dor de cabeça, dor de garganta e febre baixa.

Como tratar: Normalmente, trata-se com hidratação e repouso.

Alergias

O que são: As alergias resultam de uma resposta do sistema imunitário ao contacto com uma substância exterior considerada ameaçadora. Neste caso, o organismo desenvolve anticorpos para repudiar essas substâncias, desencadeando uma reação inflamatória. Na primavera, há vários alérgenos a serem transportados pelo ar, como o pólen, os pelos de animais ou os ácaros.

Sintomas mais frequentes: Os sintomas mais frequentes são coriza, espirros, congestão nasal, rouquidão, olhos lacrimejantes ou vermelhos, bem como irritação no nariz, boca ou garganta. A tosse é um sintoma menos frequente e, quando de facto ocorre, é geralmente seca.

Como tratar: Para aliviar os sintomas, poderá ser necessário um anti-histamínico ou um descongestionante nasal.

COVID-19, constipação, gripe e alergias: serão mesmo diferentes?

Olhando para estas quatro patologias, o especialista afirma: “Vê-se que são diferentes, mas, na prática, há uma grande sobreposição entre estes quadros clínicos. Fica muito difícil, do ponto de vista estritamente clínico, decidir se é uma coisa ou outra.” Por isso, e porque dependendo do diagnóstico o tratamento será diferente, é necessário recorrer aos exames complementares de diagnóstico.

Este artigo foi útil?

Especialidades em foco neste artigo

Dr. Luís Tavares

Coordenador da Unidade de Doenças Infeciosas

Hospital Lusíadas Lisboa:
PT