Lusiadas.pt > Blog > Doenças > Sintomas e tratamentos > Iodo-131: tratamento simples e rápido para o hipertiroidismo
2 min

Iodo-131: tratamento simples e rápido para o hipertiroidismo

Colaboração
O Hospital Lusíadas Lisboa disponibiliza a terapêutica com iodo-131 para o hipertiroidismo. É muito eficaz e apresenta resultados, muitas vezes, em apenas seis semanas.

O hipertiroidismo – doença da tiroide caraterizada pela produção de hormonas em excesso – pode causar vários problemas, nomeadamente no sistema cardiovascular e ósseo, entre outros. Para o tratar, o Hospital Lusíadas Lisboa disponibiliza a terapêutica com iodo-131, que é simples e rápida. O tratamento usa radiação para reduzir a atividade desta glândula, localizada no pescoço.

"O iodo radioativo faz com que algumas células da tiroide deixem de funcionar, tendendo a normalizar a função da tiroide", explica Teresa C. Ferreira, coordenadora da Unidade de Medicina Nuclear e uma das pessoas com mais experiência a nível nacional com este tipo de terapêuticas. "A nossa tiroideia não distingue o iodo normal (presente nos alimentos, por exemplo) do iodo radioativo, o que possibilita este tratamento", continua.

Como funciona a terapêutica iodo-131 para o hipertiroidismo

O processo é indolor. Consiste na administração de uma cápsula em tudo semelhante a uma cápsula de antibiótico. "As pessoas tomam a cápsula e ficam uma hora em observação, sem comer. Depois vão para casa. Algumas sentem aumento do ritmo cardíaco mas é temporário", adianta a médica.

Durante alguns dias, os doentes devem tomar precauções para não irradiarem as outras pessoas. “Não é aconselhado que estejam em contacto com grávidas e crianças. Não devem passar mais de duas horas em locais públicos e fazer viagens prolongadas em transportes públicos", sublinha a especialista. Outros métodos para tratar o hipertiroidismo implicam cirurgia (remoção da glândula) ou medicação prolongada (comprimidos anti-tiroideus, com efeitos secundários).

"Este tratamento com iodo-131 é muito eficaz, rápido e acessível", afirma Teresa C. Ferreira.

Os resultados são avaliados seis semanas após a ingestão da radiação. "São poucos os casos em que é preciso repetir a terapêutica Normalmente a função da tiroide fica normalizada." "Este tipo de terapêutica com iodo-131 para o hipertiroidismo", diz ainda com orgulho a mesma médica, "começou a ser feito faz agora 75 anos e não parou nunca mais".

Este é um dos artigos que pode ler na Revista Lusíadas nº7

Ler mais sobre

Tiroide

Este artigo foi útil?

Revisão Científica

Dra. Teresa C. Ferreira

Coordenador da Unidade de Medicina Nuclear

Hospital Lusíadas Lisboa

Especialidades em foco neste artigo

Especialidades em foco neste artigo

PT