2 min

Diabulimia: sabe o que é?

A sensação de perda de controlo, associada às exigências relacionadas com a diabetes, pode levar à necessidade do indivíduo controlar o seu peso e a sua imagem corporal.

Diabulimia é um termo que combina “diabetes” e “bulimia” e que se caracteriza por uma preocupação excessiva com o peso e com a imagem corporal em indivíduos com Diabetes Mellitus tipo 1. Esta condição traduz-se em comportamentos que comprometem um adequado controlo da glicemia, nomeadamente a omissão intencional de insulina como uma estratégia de controlo do peso.

Sabe-se que uma alimentação completa e equilibrada, a prática de atividade física regular e a medicação são pontos cruciais no tratamento dos indivíduos com diabetes. Deste modo, uma ingestão alimentar  compulsiva seguida de comportamentos compensatórios (vómito, uso indevido de laxantes ou outros medicamentos), uma prática de atividade física excessiva ou a redução/abstenção das doses de insulina administradas podem comprometer o controlo da doença. 

Perturbações do comportamento alimentar e a diabetes

Na literatura, têm sido propostos vários mecanismos para explicar a associação entre perturbações do comportamento alimentar e a diabetes. Entre eles, estão os efeitos de uma doença crónica no desenvolvimento da imagem corporal e autoestima, o foco na alimentação para o controlo da doença e a associação entre a utilização de insulina e o aumento ponderal. 

Além disso, a perceção que os indivíduos com diabetes têm da forma como são tratados em relação à sua alimentação constitui também um fator de risco para o desenvolvimento de perturbações no comportamento alimentar. 
Tratamento

O tratamento deve incluir uma abordagem multidisciplinar, visando a otimização nutricional do indivíduo. O nutricionista realiza uma avaliação do estado nutricional, que inclui a análise de parâmetros antropométricos (peso corporal, altura, índice de massa corporal), a análise de dados bioquímicos e a recolha da anamnese alimentar (questionário sobre hábitos alimentares, saúde e de estilo de vida que permite conhecer melhor a pessoa). 

A intervenção nutricional deverá ser personalizada, de acordo com os objetivos estabelecidos, as necessidades nutricionais do indivíduo e as suas preferências/aversões alimentares. A monitorização do suporte nutricional é fundamental para garantir uma boa adesão às recomendações alimentares e à dieta instituída. 

É necessário ter em atenção as doses de insulina administradas, bem como a presença de certos comportamentos, tais como a prática de atividade física excessiva e a existência de períodos de alimentação compulsiva, seguidos de comportamentos compensatórios. Além disso, são também sinais de alerta uma preocupação excessiva com o peso e com o aumento ponderal, assim como a distorção da imagem corporal. 

Quanto mais cedo a diabulimia for identificada e quanto mais precoce for o tratamento, melhor.

Realizado por:
Beatriz Vieira, nutricionista do Hospital Lusíadas Amadora

Ler mais sobre

Nutrição

Este artigo foi útil?

Autora

Dra. Beatriz Vieira

Hospital Lusíadas Amadora:
PT