Lusiadas.pt | Blog | Prevenção e Estilo de Vida | Nutrição e Dieta | Sopa: 10 boas razões para a incluir no seu dia-a-dia 
3 min

Sopa: 10 boas razões para a incluir no seu dia-a-dia 

É nutricionalmbente rica, versátil e muito acessível. Descubra todas as vantagens do consumo diário de sopa.

Na nossa alimentação, a sopa é uma importante fonte de vitaminas, minerais, fibra e água. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo de, pelo menos, 400 gramas de hortícolas e fruta por dia. Neste sentido, a sopa deve ser consumida diariamente, tanto ao almoço como ao jantar.

Quais são as vantagens de consumir sopa diariamente?

  • Valor nutricional

A sopa apresenta um baixo valor calórico e um elevado valor nutricional. Devido ao seu teor de água e fibra, contribui para o normal funcionamento do trânsito intestinal. 

  • Contribui para o consumo diário de hortícolas

O consumo de sopa poderá ser uma boa estratégia para atingir as recomendações diárias de ingestão de hortícolas, principalmente para os indivíduos que não consomem estes alimentos regularmente no prato principal ou que não gostam do seu sabor individualmente.

  • Aproveitamento dos nutrientes que se dissolvem no caldo durante o processo de cozedura


Os hortícolas são fontes de água, fibra, vitaminas (vitaminas do complexo B, vitaminas A e C) e minerais (potássio, ferro e cálcio). Muitos dos nutrientes presentes nos hortícolas são hidrossolúveis e, por esse motivo, podem ser perdidos em confeções de cozedura. No caso da sopa, a água de cozedura destes alimentos é aproveitada, evitando o desperdício dos nutrientes dissolvidos no caldo.

  • Aumento da digestibilidade dos alimentos incluídos na sopa

Por aumentar a digestibilidade dos alimentos que contém, facilita a digestão e absorção de nutrientes.

  • Contribui para a ingestão diária de água

Além dos hortícolas terem água na sua constituição, este é também um dos principais ingredientes da sopa, contribuindo assim para a ingestão hídrica diária.

  • Fácil de confecionar, conservar e consumir

Legumes cortados, água, uma panela e lume. É isto que basta para fazer uma sopa, um prato muito fácil de cozinhar e conservar, sem esquecer o facto de ser de consumo muito prático no dia a dia. É um alimento fácil para ter sempre à mão e, assim, facilitar a gestão alimentar diária.

  • Permite reduzir o desperdício alimentar

Na confeção da sopa, pode incluir as cascas de vários hortícolas, como a da batata e da curgete. Os caules podem também fazer parte, como no caso dos brócolos, reduzindo o desperdício alimentar. Além da componente da sustentabilidade, esta prática acrescenta ainda valor nutricional à refeição, pois tanto a casca como os caules são ricos em minerais, vitaminas e fibra.

  • Pode constituir o prato principal de uma refeição 

Mas não é de qualquer forma: a sopa pode ser o grande protagonista da refeição, mas apenas caso seja enriquecida com alimentos ricos em proteína (carne, peixe e ovos) e hidratos de carbono (arroz, massa, batata ou leguminosas).

  • Facilita a ingestão alimentar em indivíduos com dificuldades de mastigação

Em indivíduos com dificuldades de mastigação, por exemplo por ausência de peças dentárias, a sopa é um alimento de fácil ingestão. Além disso, tal como abordámos anteriormente, nestes casos pode constituir o prato principal de uma refeição. 

  • Versátil

A sopa não deve ser vista como um prato aborrecido. Experimente novas receitas, com várias cores, texturas e sabores. Existem infinitas combinações de legumes e leguminosas (feijão, grão, ervilhas, favas) que pode adicionar à sopa. É só dar asas à imaginação! Além disso, pode sempre colocar ervas aromáticas, como hortelã, tomilho ou alecrim, e especiarias que farão toda a diferença.


Realizado por:
Beatriz Vieira, nutricionista da Clínica de Stº António
Cristiana Brito, nutricionista da Clínica de Stº António

Ler mais sobre

Nutrição

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

PT