Lusiadas.pt | Blog | Prevenção e Estilo de Vida | Nutrição e Dieta | A spirulina é um superalimento?
2 min

A spirulina é um superalimento?

Esta microalga parece ser útil na manutenção da saúde e prevenção de doenças cardiovasculares. Fique ainda a saber como pode consumir a spirulina.

O que é a spirulina?

A spirulina é uma microalga pertencente a um grupo de 1500 espécies de plantas aquáticas microscópicas. Cresce naturalmente em lagos tropicais e subtropicais com um elevado pH e altas concentrações de carbonato e bicarbonato. As espécies mais consumidas são a Spirulina maximae a Spirulina platensis.

A sua coloração pode ser azulada devido ao teor em fitocianinas, esverdeada devido à clorofila e, ainda, alaranjada devido à presença de carotenoides na sua constituição. A spirulina é um dos alimentos nutricionalmente mais completos e foi desde muito cedo utilizada como suplementação para as populações que habitavam perto de lagos.

Os aztecas, por exemplo, adicionavam-na às suas refeições, assim como algumas populações do norte de África.

Qual é o seu valor nutricional?

A spirulina tem um valor calórico reduzido, sendo que 1 porção (3g) contém apenas 10kcal. A composição desta microalga consiste em 85% a 95% de proteínas, incluindo aminoácidos essenciais.

Tem também um valor relevante quanto a antioxidantes, incluindo betacaroteno. Esta alga contém um aporte relevante de vitaminas A, B2, B6 e E e de minerais como cálcio, ferro, iodo e potássio.

Além disso, possui uma elevada concentração proteica. Se compararmos 100g de spirulina com 100g de bife de frango, por exemplo, a spirulina contém cerca de 65,9g de proteína e o bife apenas 20g. Todavia, é de notar que a porção recomendada de spirulina é apenas 3 a 6 gramas por dia, isto é, cerca de 2 a 4g de proteína. Spirulina: vantagens nutricionais

Como pode ser consumida?

Esta alga encontra-se à disposição do consumidor sob a forma de pó e pode ser adicionada a batidos, sumos, papas ou sopas. Poderá ainda ser encontrada sob a forma de suplemento nutricional, salientando-se o facto de os seus micronutrientes serem mais facilmente digeridos e absorvidos, quando comparados com outros suplementos equivalentes.

Qual o seu impacto na saúde?

A spirulina parece ser útil na manutenção da saúde e na prevenção de algumas doenças como as cardiovasculares, infeções e no alívio dos sintomas menstruais. A ingestão desta alga é recomendada, por exemplo, a indivíduos que sofram de obstipação, visto que possui um teor elevado de fibra, ajudando na regulação do trânsito intestinal.

Estudos científicos sugerem que a spirulina pode ter um efeito benéfico na prevenção de doenças cardiovasculares. A sua ingestão pode ser benéfica na diminuição da pressão arterial, de triglicéridos e de colesterol LDL (o “mau” colesterol), modificando indiretamente o colesterol total e os valores de HDL (o “bom” colesterol).

Ler mais sobre

Nutrição

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Autoria

Dra. Joana Bernardo

Nutrição Clínica
Hospital Lusíadas Lisboa, Clínica Lusíadas Almada, Clínica Lusíadas Parque das Nações
PT