Instituto Vascular do Hospital Lusíadas Porto

 

​​​​​​​​​​O Instituto Vascular do Hospital Lusíadas Porto é uma unidade especializada em patologias da área da Angiologia e da Cirurgia Vascular.  Esta unidade, para além do exercício das melhores práticas no tratamento dos doentes com patologia vascular, visa proporcionar um atendimento e tratamento personalizado e individualizado. Entre as várias áreas de atuação do Instituto Vascular, destacam-se o diagnóstico e o tratamento de doenças arteriais, venosas e linfáticas. 

          

A d​oença arterial relaciona-se sobretudo com a degeneração da parede arterial provocando doença obstrutiva que pode pôr em risco a viabilidade dos membros e a doença aneurismática, que é causa de morbilidade e mortalidade. Os procedimentos terapêuticos nestas doenças têm evoluído, realizando-se hoje muitas intervenções com procedimentos cada vez menos invasivos comparativamente com a chamada cirurgia clássica.


A doença venosa é de longe a patologia vascular mais frequente, sendo as varizes dos membros inferiores a mais comum e causa de desconforto para os doentes. Esta, para além do risco de complicações potencialmente graves, é uma das principais causas de absentismo laboral e fonte importante de perda de autoestima pelo impacto estético que determina. Entre as técnicas mais recentes e inovadoras no seu diagnóstico e tratamento destaca-se:


  • Escleroterapia e micro escleroterapia de varizes (popularmente conhecida como “secagem de varizes”) com suporte de transiluminação para visualização e tratamento de vasos não visíveis a olho nu que alimentam as telangiectasias (pequenos “derrames”) à superfície da pele;

  • Escleroterapia com espumas guiada ecograficamente para tratamento de vasos mais profundos, mais frequente em situações de recorrência de varizes após cirurgia;

  • Tratamento cirúrgico de varizes por termo ablação (laser endovascular e radiofrequência), uma cirurgia de varizes minimamente invasiva com controle ecográfico pré-operatório que intervêm de forma térmica das veias safenas não sendo necessária a sua remoção como é feito na cirurgia clássica de varizes. Esta técnica como grandes vantagens:
    • Permitir uma recuperação funcional muito mais rápida e praticamente indolor, resultado da quase inexistência de hematomas, sendo frequente os doentes retomarem a sua as atividades habituais ao fim de três ou quatro dias;
    • Não ser estritamente necessária a anestesia geral para a realização do procedimento. Dependendo do perfil dos doentes utiliza-se anestesia local.
    • Proporciona um resultado estético muito mais satisfatório do que a cirurgia clássica pois as incisões cutâneas para a realização da cirurgia são milimétricas, tornando-se praticamente invisíveis ao fim de um tempo relativamente curto;
    • ​Tratamento de varizes pélvicas: A insuficiência venosa pélvica é uma causa importante de dor pélvica crónica incapacitante e causa de varizes dos membros inferiores ocorrendo mais frequentemente em mulheres multíparas. Atualmente, o diagnóstico é possível através de meios não invasivos e o tratamento com um procedimento minimamente invasivo.


Além da vertente de clínica, a qualidade é, desde sempre, uma prioridade para o Grupo Lusíadas Saúde. A responsabilidade pela Qualidade é um privilégio repartido por todos os colaboradores que desenvolvem a sua atividade mediante modelos de organização eficientes e flexíveis, baseados em padrões e métodos de avaliação internacionalmente aceites. No que ao contacto com o paciente diz respeito, seja no instituo ou nas restantes unidades do Hospital Lusíadas Porto, a humanização dos cuidados está no centro de toda a nossa atuaçã​​o. Preocupamo-nos, por isso, em prestar cuidados moldados à individualidade de cada pessoa.


Equipa:​​​