Lusiadas.pt > Blog > Doenças > Sintomas e tratamentos > O que é o bruxismo?
2 min

O que é o bruxismo?

Colaboração
O bruxismo ocorre em homens e mulheres, mas é muito frequente em crianças.

O bruxismo é uma atividade parafuncional inconsciente caracterizada por ranger ou apertar os dentes, que pode acontecer durante o sono ou vigília, diz a médica dentista da Clínica Lusíadas Forum Algarve, Eunice Neto.
Comum em mulheres e homens, ocorre com muita frequência em crianças.

As causas do bruxismo

O bruxismo pode ser primário ou secundário, dependendo da origem.

  • É primário, quando é idiopático de causa desconhecida 
  • É secundário, quando associado ao uso de determinados medicamentos (antidepressivos) ou drogas, ou a outras patologias - por exemplo, distúrbios do movimento, refluxo, distúrbios neurológicos, distúrbios psiquiátricos, distúrbios respiratórios do sono como a síndrome da apneia obstrutiva do sono

Sinais e sintomas

Tratando-se de uma patologia que, com frequência, acontece durante o sono, “é comum o ranger dos dentes ser observado pelo parceiro de quarto ou pelos pais da pessoa”. 
Mas o bruxismo também tem outros sinais, como:

  • Desgaste dentário
  • Fratura de restaurações e reabilitações dentárias
  • Exacerbação de disfunções temporomandibulares
  • Tensão nos músculos da face e do pescoço
  • Dores de cabeça
  • Sensibilidade dentária

 
Na presença de sintomas, “é importante que seja feita uma consulta com o médico dentista para determinar a causa e iniciar o tratamento adequado”, alerta a especialista.

As diferenças entre o bruxismo do sono e vigília

Há diferenças entre o bruxismo do sono e o bruxismo de vigília. São elas:

  • O bruxismo do sono caracteriza-se normalmente por ranger dos dentes e está relacionado com distúrbios do sono, como por exemplo, a apneia obstrutiva do sono
  • O bruxismo de vigília é caracterizado principalmente por apertamento dentário e está associado a stresse emocional ou quando é necessário realizar tarefas que exigem concentração

Bruxismo nas crianças

O bruxismo é comum nas crianças, mas a tendência é que a sua prevalência e incidência diminuam com a idade. O bruxismo mais comum na infância é o do sono. ”Pode estar relacionado com outras patologias, como por exemplo, obstrução das vias aéreas superiores, apneia obstrutiva do sono, refluxo gastroesofágico, síndrome das pernas inquietas ou com períodos de maior stresse”, explica a médica.

É importante identificar a existência de patologias associadas e, em função disso, ajustar o método de correção. “Hábitos de higiene do sono ajudam a criança a dormir mais tranquila”, afirma. “Deve diminuir-se a intensidade das luzes antes de a criança se deitar; evitar os ecrãs, como tablets e televisão, duas horas antes de se deitar; limitar exercício físico à noite; não consumir bebidas e comidas pesadas antes de dormir.”

Há tratamento?

Até à data, ainda “não existe um tratamento definitivo”, que possibilite a eliminação total do bruxismo. “O tratamento foca-se essencialmente na diminuição dos efeitos destrutivos do mesmo e no controlo da dor”, responde a especialista. Pode, por exemplo, usar-se goteiras oclusais, confecionadas e ajustadas pelo médico dentista, “para preservar as estruturas dentárias e aliviar a dor muscular”.

A prevenção

“Adotar um estilo de vida saudável e mudar alguns comportamentos no sentido de aliviar o stresse e a ansiedade podem ser benéficos no controlo do bruxismo”, alerta Eunice Neto.  

Ler mais sobre

Boca e Dentes

Este artigo foi útil?

Revisão Científica

Dra. Eunice Neto

Clínica Lusíadas Forum Algarve
PT