2 min

O segredo das sementes

São antioxidantes, diuréticas, ajudam a prevenir o envelhecimento precoce. Conheça os diferentes tipos de sementes e saiba como usá-las na alimentação.

"As sementes são muito nutritivas", diz Lillian Barros, nutricionista na Clínica Lusíadas Faro. Não devemos esquecer, porém, que são igualmente calóricas. "Devemos, cada vez mais, ter em atenção que nem tudo o que é saudável emagrece ou é baixo em calorias", alerta. "A tendência está a mudar e, mais do contar calorias, começamos a aprender a contar nutrientes, mas ainda assim deverá certificar-se que a quantidade não ultrapassa as suas necessidades. No equilíbrio é que está o segredo de uma vida e uma alimentação plena!".

Com o auxílio de Lillian Barros, listamos alguns tipos que podem ser consumidos e a melhor maneira de incluí-los nas nossas refeições.

Sementes de abóbora

Conhecemo-las na forma de pevides cruas ou tostadas, que comemos normalmente como um snack. De forma isolada ou em mix podem ser ainda adicionadas aos iogurtes, saladas ou sopas. Ficam bem com quase tudo.

Sementes de cânhamo

São uma excelente forma de adicionar proteína a pratos vegetarianos, sumos detox (ou funcionais), saladas e sopas.

Sementes de chia

Muito saciantes são ferramentas comuns nas dietas de emagrecimento. Podem ser consumidas em iogurte, polpa de fruta, "leites vegetais", cereais, saladas e sumos ou para preparar sobremesas pouco doces.

Sementes de girassol

Têm uma comprovada ação preventiva no envelhecimento precoce de células e tecidos. Podem ser adicionadas a saladas, sopas, omeletes, legumes cozidos e até para preparar granola caseira (cereais de pequeno almoço).

Sementes de linhaça

Ajudam a regular o trânsito intestinal e podem substituir as tradicionais farinhas de trigo (com glúten) em várias receitas convencionais.

Sementes de papoila

Com um alto teor em fibra e muito baixo teor de sódio, podem estar presentes em produtos de panificação, sopas e saladas.

Sementes de sésamo

Têm um efeito saciante, cardioprotetor e eficiente nas dietas anti-aging. Podem ser consumidas em iogurtes, saladas, sumos, sopas e na preparação de receitas de carne e de peixe.

Ler mais sobre

Nutrição Dietas

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Colaboração

PT