Lusiadas.pt > Blog > Prevenção e Estilo de Vida > Saúde da Família > Lipoaspiração: o que é e quais os resultados
5 min

Lipoaspiração: o que é e quais os resultados

Colaboração
Tratando-se de um procedimento cirúrgico minimamente invasivo, a lipoaspiração permite reduzir o volume corporal de certas zonas do corpo.

A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico que serve para retirar o excesso de gordura em algumas áreas, como o abdómen, os braços, as coxas e as costas, explica João Nunes da Costa, coordenador do Centro de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética do Hospital Lusíadas Amadora.

O que é

A lipoaspiração é um procedimento cirúrgico com um grau de invasividade relativamente baixo, “em que se fazem pequenos furos na pele e introduz-se uma cânula para aspirar a gordura do corpo”, ainda que essa “aspiração” possa ocorrer com recurso a diferentes técnicas.

  • Podem utilizar-se cânulas manuais
  • O mais frequente é recorrer-se à PAL (power-assisted-liposuction), que é uma máquina que utiliza uma cânula de lipoaspiração que vibra rapidamente para ajudar a quebrar os tecidos adiposos
  • A lipoaspiração com recurso a ultrassom

Não se trata de um procedimento de redução de peso, uma vez que apenas haverá a remoção de parte da gordura sobre a pele. 

Quanto tempo leva

O tempo cirúrgico depende das zonas que se pretende lipoaspirar. “Pode ser um procedimento que demore uma hora, se for só da barriga ou só das coxas, mas pode demorar várias horas, se lipoaspirarmos várias zonas do corpo ou se fizermos o aproveitamento dessa gordura para outras zonas do corpo como os glúteos ou a mama — o chamado lipofilling”, explica o cirurgião.

Também a gordura pode ser utilizada para outro tipo de correção de problemas, como “cicatrizes ou zonas do corpo com algumas depressões, como a zona lateral da anca”.

Por outro lado, há técnicas complementares à lipoaspiração, e que se podem fazer ao mesmo tempo ou num tempo diferente e posterior, como a radiofrequência, para tratar da retração da pele.

Em que casos é mais indicada e para que zonas do corpo

A lipoaspiração é uma “excelente opção” quando se trata de adiposidade localizada, mas o mesmo não se pode dizer quando existe “um excesso ou flacidez de pele”. Neste último caso, a lipoaspiração terá de ser complementada com outras técnicas de remoção da pele. “Se estivermos a falar de uma barriga, é a abdominoplastia; se estivermos a falar das coxas é a cruroplastia; se estivermos a falar dos braços é a braquioplastia”, diz o cirurgião. 

Assim, na opinião do especialista, a lipoaspiração é especialmente indicada para pessoas “que não são excessivamente obesas” e com zonas de gordura “em algumas partes do corpo”. Geralmente, são pessoas relativamente jovens, com gordura na zona da barriga, à volta do umbigo, nas coxas, nos braços, nos flancos e nas costas. “Menos frequente, mas também se pode fazer, é a lipoaspiração das pernas ou da papada do pescoço”, declara.

Quais são os resultados

A lipoaspiração vai permitir reduzir o volume corporal. ”Se nós tivermos uma adiposidade localizada na zona da barriga, esse volume da gordura vai reduzir — e o mesmo para as coxas, braços ou outros”, resume o médico.

Para além disso, também permite que se faça um pouco de retração cutânea, que é “combater a flacidez”, ainda que, por vezes, seja necessário complementar com outras técnicas. “Se pensarmos num balão cheio de ar, em que a borracha está cheia e esticada — vamos pensar que a borracha é a pele e o que está lá dentro é a gordura. Se nós esvaziarmos o ar do balão, a borracha vai encarquilhar, que é o mesmo que acontece com a pele, se nós reduzirmos significativamente o volume de gordura sem tratar da pele”, explica. 

Resumindo, ao fazer-se uma lipoaspiração sem ter o cuidado de avaliar adequadamente a qualidade da pele, pode ocorrer uma flacidez cutânea. Em alguns casos, pode até ser necessário recorrer a técnicas complementares para ajudar a fazer a retração da pele. Aliás, segundo o cirurgião, em alguns casos, “faz mais sentido optar por outras técnicas cirúrgicas, como a abdominoplastia na barriga ou o lift dos braços ou das coxas.”

Cuidados a ter antes e depois da cirurgia

Em qualquer cirurgia estética, é importante manter alguns hábitos, antes e depois da intervenção cirúrgica.

  • É importante que a pessoa tenha o seu peso equilibrado
  • Deve hidratar-se bem
  • Precisa de praticar exercício físico regularmente
  • Não fumar

“No fundo, ter hábitos saudáveis para, a seguir à cirurgia, continuar a tê-los e manter os resultados”, conclui o médico. “A pessoa não deve pensar que a lipoaspiração é a solução para os seus problemas.” 

Na recuperação, há que ter algumas cautelas específicas.

  • Há que manter uma boa hidratação.
  • É importante realizar massagens de drenagem linfática, nos primeiros dias e semanas seguintes à cirurgia. “É normal que nos primeiros dias a zona esteja inchada, tenha nódoas negras, pode haver alguma drenagem de líquido. É muito importante realizar massagens de drenagem linfática feitas por pessoas credenciadas, nos primeiros dias e semanas seguintes à cirurgia. Ao fim de dois ou três dias, começam a fazer-se as massagens para obter melhores resultados, para conseguirmos drenar melhor o líquido que fica sempre acumulado depois de uma lipoaspiração.” 
  • Nas primeiras quatro a seis semanas após a cirurgia, deve usar vestuário compressivo adequado — por exemplo, no caso da barriga, usar uma cinta compressiva, enquanto nas coxas deve vestir uns collants compressivos.
  • Deve evitar fumar, pois pode prejudicar os resultados pretendidos.
  • Após o período de recuperação inicial, há que retomar o exercício físico regular.
  • Durante este tempo todo de recuperação, é preciso manter uma alimentação equilibrada.
  • Em muitos casos, pode regressar ao trabalho em um ou três dias seguintes à intervenção, desde que não envolva esforços físicos intensos.

Os resultados da intervenção começam a ver-se, ao fim de um ou dois meses, havendo, a partir daí, uma redução do inchaço, que já permite perceber qual será o resultado final. Ainda assim, pode levar mais quatro, cinco ou seis meses até ver-se completamente o resultado final. No fim do processo, terá cicatrizes pequenas, facilmente disfarçáveis com a roupa. “Esta é uma das vantagens deste procedimento: as cicatrizes são pequenas.”

Sobre a lipoaspiração, o médico ainda deixa uma última recomendação: é importante que seja feita em instituições com as condições necessárias para que a intervenção ocorra em segurança, como o Hospital Lusíadas Amadora. “Aqui os procedimentos de lipoaspiração são sempre feitos com a presença de um anestesista e num bloco operatório bem equipado.” 

Ler mais sobre

Cirurgia

Este artigo foi útil?

Revisão Científica

Dr. João Nunes Costa

Coordenador da Unidade de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva

Hospital Lusíadas Amadora
PT