Lusiadas.pt | Blog | Crianças | Adolescência | Os jovens e as novas tecnologias
1 min

Os jovens e as novas tecnologias

A evolução da tecnologia, assim como o acesso à mesma foram muito rápidas. Houve pouco tempo para aprender a utilizá-la com conta, peso e medida. Siga estas três regras e passe-as aos mais novos.

"No que diz respeito aos jovens foi dado um salto muito rápido na disponibilização do acesso, sem tempo de aprender a utilizar e a integrar de forma equilibrada na nossa vida", explica Alexandra Rosa, psicóloga do Hospital Lusíadas Lisboa. "Eles entram nos chats, na internet, nos jogos online. Chegam ao ponto de acordar a meio da noite para um ataque num jogo de guerra, ou para dar atenção nos jogos de cultivo das quintas – que obrigam a uma presença constante", diz. "É muito comum jovens adolescentes, ou no início da idade adulta, com alguma sintomatologia de depressão e ansiedade, usarem muito o computador, a internet, os jogos, mas não desenvolverem outros interesses".

Novas tecnologias: 3 regras simples

1. Aprender a selecionar o que interessa, o que é útil;

2. Uma semana por ano, as famílias deviam desligar totalmente. Fazer uma espécie de desintoxicação da tecnologia;

3. Racionar e racionalizar: devemos lembrar-nos exatamente do que procuramos quando estamos na Internet e determinar durante quanto tempo vamos estar ligados. Qualquer alteração nos hábitos dos mais novos tem de ser feita por toda a família. Torna todo o processo mais fácil e mais rápido. 

Ler mais sobre

Adolescentes

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Especialidades em foco neste artigo

Revisão Científica

Dra. Alexandra Rosa

Psicologia
Hospital Lusíadas Lisboa, Clínica Lusíadas Almada
PT