Lusiadas.pt | Blog | Doenças | Sintomas e tratamentos | Gripe A: aprenda a reconhecer os sintomas
2 min

Gripe A: aprenda a reconhecer os sintomas

Os sintomas confundem-se com os da gripe sazonal e o seu nível de contágio é igualmente elevado. No entanto, todos os anos o vírus da gripe assume formas sensivelmente diferentes. É fundamental prevenir a transmissão.

A gripe A é inicialmente confundida com grande facilidade com qualquer outra gripe sazonal, até porque a generalidade dos sintomas são comuns aos diferentes vírus da gripe. A principal diferença reside no facto de a gripe A provocar, geralmente, febres mais elevadas e dores musculares mais intensas, podendo ainda estar associada a perturbações gastrointestinais (vómitos e diarreia).

Sintomas da gripe A:

  • Febre;
  • Tosse;
  • Obstrução nasal;
  • Dor de garganta;
  • Dores musculares;
  • Cefaleias (dores de cabeça);
  • Calafrios;
  • Fadiga;
  • Vómitos ou diarreia.

Permanecer em casa, o mais isolado possível, administrando antipiréticos e analgésicos para controlar os sintomas da Gripe A foi a medida mais recomendada durante o período forte da pandemia, em 2009.

Prevenir a transmissão

O vírus da gripe A tem uma elevada capacidade de transmissão pessoa a pessoa. Na maior parte dos casos, os efeitos da gripe A passam ao fim de poucos dias e o vírus não deixa sequelas. Ainda assim, as unidades de saúde devem estar preparadas para garantir capacidade de resposta em caso de uma afluência significativa de doentes, sendo muito importante contar com planos de contingência e reservas estratégicas de medicamentos.

Manter a população informada sobre medidas preventivas de contágio e sobre estratégias de atuação em caso de ocorrência dos sintomas é fundamental para preservar a serenidade social.

Recomendações para o dia a dia

  • Lavar as mãos com muita regularidade, evitando o contacto das mãos com os olhos, nariz e boca antes da lavagem;
  • Cobrir a boca e o nariz com um lenço de papel para tossir ou espirrar, devendo esse lenço ser imediatamente depositado no lixo;
  • Limpar frequentemente superfícies que estejam em contacto regular com as mãos, tais como maçanetas das portas, ratos e teclados de computadores, torneiras, talheres e telefones, entre outros;
  • Usar máscara sempre que for necessário contactar com pessoas doentes e com sintomas de gripe;
  • Redobrar todos estes cuidados com grávidas, crianças com menos de 5 anos, seniores com mais de 65 anos e doentes crónicos;
  • Incentivar as crianças a adotar todas as medidas preventivas.

Tome nota

Todos os anos o vírus da gripe assume formas sensivelmente diferentes. Para prevenir a transmissão é necessário vacinar-se todos os anos.

Ler mais sobre

Doenças Infecciosas

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Dr. Luís Tavares

Coordenador da Unidade de Doenças Infeciosas

Doenças Infeciosas
Hospital Lusíadas Lisboa
PT