Lusiadas.pt > Blog > Prevenção e Estilo de Vida > Bem-estar > COVID-19: cuidados a ter quando vai às compras
3 min

COVID-19: cuidados a ter quando vai às compras

A pandemia ainda não acabou. Como tal, deverá manter algumas medidas, tanto na ida ao supermercado como em casa, para minimizar o risco de infeção para si e para os outros.

O Centro Europeu para o Controlo e Prevenção de Doenças refere que a transmissão da COVID-19 ocorre pelo contacto próximo com pessoas infetadas pelo vírus ou com superfícies ou objetos contaminados. Contudo, tem-se demonstrado cada vez menos provável a transmissão do vírus através do contacto com superfícies contaminadas.

Atualmente, não existem ainda evidências de que a transmissão ocorra através do consumo de alimentos, quer sejam crus ou confecionados, ou do contacto com as suas embalagens.

Apesar disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) mantém a recomendação de adotar boas práticas de higiene e segurança alimentar, com o intuito de minimizar o risco de infeção para si e para os outros. 

Neste contexto, é importante manter alguns cuidados durante a ida às compras e, depois, em casa, ao manusear-se os alimentos adquiridos.

Antes de sair de casa para ir às compras:

  • Planeie as suas refeições;
  • Verifique os alimentos que ainda tem em casa e faça a sua lista de compras;
  • Prefira deslocar-se aos estabelecimentos comerciais em horários de menor afluência de pessoas; 
  • Lave as mãos antes e depois de ir às compras higiene ou aplique desinfetante à base de álcool com regularidade;
  • Não se esqueça de levar a sua máscara.

No estabelecimento comercial:

  • Desinfete as mãos antes de entrar na superfície comercial;
  • Mantenha a distância de segurança de, pelo menos, 1,5 metros, tanto de outros clientes como dos colaboradores do estabelecimento;
  • Evite tocar na cara (olhos, nariz e boca) com as mãos;
  • Cumpra as medidas de etiqueta respiratória: quando espirrar ou tossir, proteja o nariz e a boca com um lenço descartável, que deve ser de imediato descartado ou com o antebraço. Lave ou desinfete sempre as mãos de seguida.

Manuseamento dos alimentos em casa:

  • Lave ou desinfete as mãos adequadamente assim que chegar e antes de tocar em qualquer superfície ou objeto;
  • Segundo a OMS, não é necessário desinfetar as embalagens dos alimentos. Isto porque os coronavírus necessitam de um hospedeiro vivo para se multiplicarem e sobreviverem, não o conseguindo na superfície das embalagens de alimentos. 
  • No entanto, é recomendada a lavagem das mãos após o manuseio das embalagens dos alimentos e antes de comer ou realizar qualquer outra tarefa;
  • Lave adequadamente os alimentos crus. Não há evidência de que a transmissão do vírus ocorra através do toque ou do consumo de hortofrutícolas crus, não havendo, por isso, uma recomendação específica para a sua lavagem – deve passar os hortofrutícolas por água corrente;
  • Evite a contaminação cruzada entre alimentos crus e confecionados, não usando os mesmos utensílios e superfícies sem os lavar entre utilizações;
  • Tal como os restantes vírus e bactérias conhecidos e encontrados nos alimentos, os coronavírus são eliminados aquando da confeção dos alimentos. Deste modo, alimentos devem ser sempre adequadamente confecionados;
  • Lave e desinfete as bancadas e mesas de trabalho frequentemente. Caso se encontrem com sujidade visível, lave-as com água e detergente antes de realizar a desinfeção. A desinfeção pode ser realizada com produtos desinfetantes próprios para superfícies, hipoclorito de sódio (lixívia) ou soluções alcoólicas (com pelo menos 70% de álcool);
  • Adote as medidas de etiqueta respiratória durante a preparação, confeção e consumo;
  • Lave as mãos sempre que mudar de tarefa durante a preparação e confeção de alimentos, bem como antes e depois de uma refeição.

Compras online

Também poderá optar pelo regime de compras entregues em casa, desde que sejam cumpridas as boas práticas de higiene pessoal e alimentar. Lembre-se de que deve usar máscara para receber o seu pedido e ainda lavar adequadamente as mãos antes e depois do contacto com o distribuidor
 

Ler mais sobre

Coronavírus

Este artigo foi útil?

Revisão Científica

Dra. Cristiana Brito

Hospital Lusíadas Amadora
PT