Lusiadas.pt | Blog | Gravidez e Maternidade | Pós-Parto | Estratégias para emagrecer no pós-parto
3 min

Estratégias para emagrecer no pós-parto

Há regras simples que pode seguir depois do parto se quer emagrecer. Ana Rita Lopes, coordenadora da unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa, ajuda-a apresentando-lhe algumas estratégias.

Logo a seguir ao parto começam a surgir as preocupações com a forma física, temendo engordar ainda mais ou não perder o peso que se tinha antes de engravidar. Não se apresse, saiba como apreciar esta primeira fase do seu bebé enquanto toma conta de si e tenta emagrecer no pós-parto.

Para isso siga os conselhos de Ana Rita Lopes, coordenadora da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa, que explica que a alimentação adequada e ajustada às necessidades da mãe têm uma grande importância para ajudar:

  • Na rápida recuperação;
  • No fortalecimento das energias nesta etapa de tamanha exigência física e mental;
  • Na produção de leite materno.

Assim, siga as seguintes estratégias para conseguir emagrecer no pós-parto:

Dê de mamar 

“Está cientificamente provado que a amamentação ajuda na perda de massa gorda. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a amamentação exclusiva durante os primeiros 6 meses de vida do bebé contribui para uma perda de peso da lactante em cerca de 5kg”, explica Ana Rita Lopes.

Não salte refeições

  • Evite estar mais de 3 horas sem comer (aproximadamente 6 refeições diárias), pois faz com que se dê uma diminuição na produção das hormonas da saciedade. Se sente mais fome, acaba por consumir alimentos mais calóricos.
  • O momento da refeição deverá ser um momento calmo;
  • Mastigue de forma adequada: confere maior saciedade e uma digestão mais facilitada.

Siga regras durante as refeições

  • As refeições principais deverão ser constituídas por sopa e prato;
  • A sopa deve ser consumida no início da refeição uma vez que é rica em fibra e contribui para o aumento da saciedade;
  • Sirva-se de legumes, que deverão ocupar mais de metade do prato. Depois, a carne e o peixe e, só no final, os hidratos de carbono (arroz, massa ou batata), que devem ocupar menos de um quarto do prato;
  • Prefira as confeções simples: cozidos, assados ou estufados sem gordura e evite a adição de molhos;
  • Ao lanche poderá incluir uma porção de fruta ou uma porção de laticínios e uma a duas porções de cereais.

Hidrate-se!

  • A hidratação é fundamental para o bem-estar geral e para a saúde; Beba cerca de 8 a 10 copos (1,5L – 2L) por dia de líquidos não calóricos, preferencialmente fora das refeições e sentirá um maior controlo do apetite ao longo do dia;
  • O nosso organismo é constituído essencialmente por água e a amamentação aumenta as suas necessidades hídricas;
  • A sensação de fome pode confundir-se com sede. Para se sentir mais saciada pode fazer diluições de chás ou tisanas. Também pode fazer as suas próprias águas aromatizadas com frutas, canela, ervas frescas (ex. hortelã), rodelas de limão, etc.;
  • Os sumos e refrigerantes são bebidas geralmente muito calóricas e com baixo valor nutricional. Ao consumi-las devemos optar pelas versões light.

3 estratégias para conseguir seguir uma dieta e emagrecer no pós-parto

  • Planeie as refeições no início de cada semana;
  • Use um alarme ou lembrete de telemóvel para não esquecer ou “saltar” nenhuma refeição;
  • Pode fazer uma refeição mais calórica uma vez por semana, incluindo os alimentos de que mais gosta e que sabe que só deve comer de vez em quando.

 

"Não se esqueça que o seu corpo esteve durante 9 meses em modificação e a recuperação da silhueta requer o seu tempo, força de vontade e muito empenho"

Ana Rita Lopes, coordenadora da unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa

Ler mais sobre

Nutrição Emagrecer

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Colaboração

Dra. Ana Rita Lopes

Coordenador da Unidade de Nutrição Clínica

Nutrição Clínica
Hospital Lusíadas Lisboa
PT