Lusiadas.pt | Blog | Doenças | Sintomas e tratamentos | Check up: tudo o que um homem precisa saber
2 min

Check-up: tudo o que um homem precisa saber

Quais os exames de check-up que os homens devem fazer ao longo da vida e quando?

"A manutenção de um bom estado saúde, depende em grande parte dos cuidados que cada um deverá ter e nunca estar à espera que sejam os responsáveis pela saúde em cada região ou país a fazer este papel que é o 'seu'", aconselha Mário Espiga Macedo, especialista em Cardiologia e Medicina Interna no Hospital Lusíadas Porto, aconselhando o check-up.

De seguida, indica os exames que os homens deverão fazer em determinadas etapas da sua vida. "O roteiro que sugerimos segue o conselho acima dado e a noção de que é muito mais importante prevenir do que tratar as doenças e por isso exames regulares permitirão através de sintomas, alterações clínicas ou laboratoriais diagnosticar problemas de saúde numa fase precoce da doença, sendo deste modo tratados atempadamente (só se sabe se é hipertenso medindo a pressão arterial, ou se tem colesterol elevado fazendo o seu doseamento, por exemplo). O diagnóstico precoce de uma doença vai permitir o seu tratamento atempado e em muitas situações mais complexas e graves, pode mesmo levar à cura. Assim:

 

Check-up ao longo da vida

20 Anos

Deverá ser feita uma consulta de Medicina Geral, com ou sem a realização de exames auxiliares (segundo o critério do médico), mas que são aconselhados nos indivíduos com história familiar (familiares diretos) de doenças em idade precoces (cardiovasculares, diabetes e glaucoma, etc.), ou com componente genético.

 

40 Anos

Fará igualmente uma consulta de Medicina Geral, acompanhada agora de exames analíticos gerais e de um eletrocardiograma. A partir deste grupo etário o exame clínico deverá ser realizado todos os anos.

 

50 Anos

Tradicionalmente considerada uma idade de viragem, deverá ser realizado um check-up geral, acompanhado de exames auxiliares: análises clínicas que devem incluir a glicemia, lipídeos, função renal e hepática, etc.. De acordo com cada caso, deverão ou não ser feitos o despiste de hipertrofia benigna da próstata, de patologia intestinal e oftalmológica.

 

 70 Anos

Além da história e exame clínico pormenorizado, haverá lugar à realização de análises laboratoriais, Rx do tórax, exame prostático e intestinal, eletrocardiograma com prova de esforço e ecografia abdominal. Todo o aconselhamento acima referido será o considerado básico, que será sempre individualizado e complementado por outros exames, nas pessoas com história familiar de doenças em idade precoce (cardiovasculares, endócrinas, etc.), nas pessoas que tiveram qualquer tipo de doença prévia, nos indivíduos desportistas com cargas de treino semanal elevadas, indivíduos que pratiquem desportos de maior risco individual, como mergulho, paraquedismo, pilotagem,  etc. Contudo a maior ou menor extensão dos exames a realizar, deverá depender sempre da decisão do médico que está a realizar a avaliação clínica do indivíduo". Não podemos controlar (ainda) a nossa herança genética. Mas podemos tentar viver mais tempo da melhor maneira e passar às gerações seguintes a mensagem de que cuidar da nossa saúde é um direito, mas também uma obrigação.

Ler mais sobre

Check-up Saúde Masculina

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Especialidades em foco neste artigo

Revisão Científica

Prof. Dr. Espiga Macedo

Cardiologia
Hospital Lusíadas Porto
PT