Lusiadas.pt | Blog | Prevenção e Estilo de Vida | Saúde da Mulher | Rejuvenescimento da vulva e da vagina
3 min

Rejuvenescimento da vulva e da vagina

A vagina e a vulva também envelhecem. A boa notícia é que a medicina permite hoje combater os sinais do tempo em qualquer área do corpo coberta por pele — e a zona íntima da mulher não é exceção. Paula Ramôa, especialista em Ginecologia e Obstetrícia, explica o que está em causa e quais as vantagens dos tratamentos de rejuvenescimento vulvar e vaginal, disponíveis no norte do país com recurso a tecnologia laser, no Hospital Lusíadas Porto.

O envelhecimento vaginal e vulvar

Nas mulheres, os efeitos do envelhecimento tornam-se mais marcantes sobretudo depois da menopausa, e não se limitam a afetar as zonas da pele mais expostas, como o rosto, o pescoço ou as mãos. “A vagina e a vulva também envelhecem. Sofrem alterações na textura, na cor, na forma, na pilosidade, na elasticidade, na lubrificação e até no cheiro”, revela Paula Ramôa, especialista em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital Lusíadas Porto.

Uma realidade que pode arrastar consigo consequências várias e bastante negativas: “Estas alterações levam a queixas como sensação de secura vulvar e vaginal, prurido, infeções oportunistas, dor à penetração e perda involuntária de urina, comprometendo a autoestima da mulher e prejudicando as suas relações íntimas e sociais”, explica.

As possibilidades da medicina no rejuvenescimento da vulva e da vagina

“A vulva pode ser tratada esteticamente como qualquer outra região do corpo coberta por pele e pode ser rejuvenescida”, garante a especialista. A vagina também pode ser intervencionada no sentido do rejuvenescimento. Com o objetivo de atribuir à zona íntima da mulher um aspeto mais jovem e otimizar a sua função, é possível atualmente recorrer a diferentes tipos de intervenção:

  • Rejuvenescimento da vulva

Mudança da coloração; alteração da distribuição pilosa, preenchimento dos grandes lábios (contrariando a atrofia que surge com a idade), etc.

  • Rejuvenescimento vaginal

Melhoria da elasticidade e lubrificação, promovendo a remodelação das fibras de colagénio; ativação dos mecanismos de humidificação naturais; melhoria do ecossistema vaginal protetor de infeções indesejadas.
Nota: O conceito de “rejuvenescimento vaginal” não engloba cirurgias reconstrutivas do pavimento pélvico por defeitos congénitos ou decorrentes de traumatismos ou parto. No âmbito de atuação da medicina estética e/ou reconstrutiva, incluem-se:

  • Labioplastia ou ninfoplastia (redução do tamanho dos pequenos lábios);
  • Perineoplastia (reconstrução do introito vaginal, tornando-o mais apertado);
  • Vaginoplastia (reconstrução da parede vaginal anterior e/ou posterior com redução do tecido em excesso).

Os métodos utilizados no rejuvenescimento da vulva e vagina

Os tratamentos de rejuvenescimento da genitália feminina podem incluir o recurso a:

  • Hormonoterapia (terapia hormonal de substituição);
  • Aplicação de substâncias biológicas como a toxina botulínica ou fatores de crescimento;
  • Utilização de substâncias químicas como o ácido hialurónico;
  • Aproveitamento das propriedades terapêuticas da luz através da utilização de aparelhos de Laser.

O Hospital Lusíadas Porto tem uma especialização em tratamento com laser, direcionada para o tratamento de algumas doenças femininas e sobretudo para a área do rejuvenescimento vaginal e vulvar.

“São tratamentos com a duração de 30 minutos, não invasivos, indolores e realizados em ambiente de consulta, sem necessidade de recorrer a preparação prévia nem a tempo de convalescença”, explica Paula Ramôa.

O laser é utilizado como fonte de calor de forma a “induzir a remodelação e o rejuvenescimento das fibras de colagénio dos tecidos genitais, levando à recuperação das suas normais funções tais como, lubrificação, elasticidade, textura e coloração”.

No caso dos tratamentos vaginais, o instrumento que liberta a luz é introduzido na vagina através de um espéculo e, nas intervenções da vulva, a aplicação é feita exteriormente — sendo sempre a potência e o modo de libertação da luz definidos de acordo com o efeito desejado. “Neste primeiro ano de funcionamento, realizámos cerca de 100 tratamentos com excelente feedback”, informa a especialista.

Ler mais sobre

Menopausa Saúde Feminina

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

Colaboração

Dra. Paula Ramôa

Ginecologia e Obstetrícia
Hospital Lusíadas Porto
PT