Lusiadas.pt | Blog | Prevenção e Estilo de Vida | Saúde da Família | Faça do sol o seu aliado: os efeitos da exposição solar
2 min

Faça do sol o seu aliado: os efeitos da exposição solar

O sol é um excelente aliado da sua saúde, desde que saiba usufruir do melhor!

Além de aquecer o planeta e ser responsável pela fotossíntese das plantas, garantindo o funcionamento das cadeias alimentares, o sol tem efeitos muito benéficos para a saúde, nomeadamente ao nível dos músculos e articulações, desempenhando uma função antirreumática. O sol pode ainda ter efeitos antidepressivos, pois influencia a produção de hormonas que contribuem para o bem-estar geral dos seres humanos. A pele pode também obter ganhos substanciais com uma exposição moderada à luz solar, já que a radiação ultravioleta estimula a síntese da Vitamina D3, que intervém no metabolismo do cálcio (com uma ação antirraquítica), podendo ter até um efeito preventivo no aparecimento de certas neoplasias. Além disso, a radiação solar pode também ser benéfica para quem sofre algumas doenças da pele, como a psoríase, a dermite seborreica ou a acne ligeira.

 

Efeitos adversos do excesso de sol

  • Curto prazo

Pode originar queimaduras solares (escaldões), que podem atingir níveis de gravidade elevados. São especialmente perigosas as queimaduras solares nas crianças, causando insolação e desidratação que as podem deixar em risco de vida. A exposição prolongada ao sol tem igualmente um efeito imunodepressivo, podendo estimular a reativação do herpes labial.

  • Médio prazo

A radiação solar provoca o envelhecimento prematuro da pele, com perda da elasticidade e aparecimento de rugas, sinais e manchas inestéticas.

  • Longo prazo

A exposição solar aumenta o risco de aparecimento do cancro da pele. A exposição solar crónica está associada ao aparecimento de carcinomas baso-celulares e espino-celulares e a exposição aguda e intermitente (tipicamente a dos escaldões) aumenta o risco de aparecimento do melanoma, a forma mais maligna de cancro da pele. O vestuário é o melhor protetor solar, devendo o seu uso ser complementando com a observância de boas práticas na escolha dos locais e tempos de exposição ao sol.

Recomendações

  • Opte por uma exposição ao sol de forma gradual e progressiva.
  • Evite a exposição solar entre as 12h30 e as 14h30. Se tem pele sensível, alargue o período de sombra evitando expor-se entre as 11h30 e as 17h30.
  • Use t-shirt, chapéu e óculos de sol nas horas de maior calor e procure o abrigo de uma sombra.
  • Não deixe que as crianças permaneçam expostas ao sol, mantenha-as vestidas e protegendo a cabeça com chapéu.
  • Aplique um protetor com Fator de Proteção Solar (FPS) superior a 30 nas áreas expostas e repita a aplicação após cada banho ou de 2 em 2 horas. Intensifique o grau de proteção no creme das crianças.
  • Não aplique perfumes ou desodorizantes nas áreas expostas ao sol.
  • Se estiver a tomar medicamentos, peça o conselho do seu médico sobre os riscos da exposição solar.
  • Os pés sofrem frequentemente queimaduras solares que no futuro poderão ser nefastas. Assim, quando for à praia ou expuser os seus pés ao sol, não se esqueça de os proteger colocando protetor solar, recomenda Carla Ferreira, podologista do Hospital Lusíadas Porto.

Ler mais sobre

Pele Proteção Solar

Este artigo foi útil?

We appreciate the feedback.

Please include your email if you want us to follow up with you.

PT